SIGA O EM
 col-xs-12

Reputação que forma pessoas

Instituições de ensino superior têm prestígio avaliado em dobro, pelos alunos e pelo mercado de trabalho

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 815146, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'MARCOS FIGUEIREDO/Divulga\xe7\xe3o\n', 'link': '', 'legenda': 'A vice-reitora da PUC Minas, Patr\xedcia Bernardes, que reitera a import\xe2ncia do trip\xe9 ensino, \npesquisa e extens\xe3o', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2015/03/15/627698/20150315125621287285i.jpg', 'alinhamento': 'left', 'descricao': ''}, {'id_foto': 815147, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Cristina Horta/EM/D.A Press\n', 'link': '', 'legenda': 'A vice-reitora do Uni-BH, V\xe2nia Caf\xe9, lembra que a confian\xe7a, no ensino, tem reflexos de longo prazo', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2015/03/15/627698/20150315125625109691a.jpeg', 'alinhamento': 'left', 'descricao': ''}]

postado em 15/03/2015 06:06 / atualizado em 15/03/2015 13:13

MARCOS FIGUEIREDO/Divulgação

O ensino superior é um dos maiores investimentos das famílias brasileiras e, hoje, mais de 5 milhões de estudantes estão matriculados na rede particular do país. No mercado onde a qualidade é um pré-requisito, as instituições de ensino mais prestigiadas no estado estão listadas na pesquisa realizada e publicada pelo quinto ano consecutivo pelo Estado de Minas. PUC Minas, Pitágoras, Newton Paiva, Uni-BH, Fumec, Ibmec, Unifenas e UNA estão no pódio e foram reconhecidas pela opinião pública como instituições de grande reputação. A pesquisa avaliou 87 empresas em 13 setores da economia. Em comparação com o ano anterior, as três primeiras colocadas em 2014 cumpriram o desafio de manter a credibilidade alcançada e permaneceram estáveis em sua colocação. Destaque também para a posição do Uni -BH, que saltou da sétima colocação em 2013, para o quarto lugar na edição 2014/2015.

Para Patrícia Bernardes, vice-reitora da PUC Minas, uma universidade se torna confiável e prestigiada quando cumpre o seu papel de oferecer educação de qualidade, exercitando, de fato, o tripé ensino, pesquisa e extensão. “O que significa produzir conhecimento, gerar pensamento crítico, organizar e articular saberes e formar profissionais que sejam, de fato, cidadãos éticos e envolvidos com as questões da sociedade contemporânea.”

Também no topo do ranking Marcas Mais Prestigiadas em Minas, a Faculdade Pitágoras integra o grupo Kroton, empresa brasileira com quase 50 anos de mercado. A Faculdade Pitágoras conta com mais de 2 mil funcionários e cerca de 50 mil alunos no ensino superior e pós-graduação, em 12 unidades no estado. “A marca Pitágoras é conhecida dos mineiros, uma vez que nasceu em Belo Horizonte como um curso pré-vestibular de sucesso. Desde então, o Pitágoras se manteve na busca de excelência e melhorias nos processos para seus alunos. Essa marca cresceu com os mineiros, que puderam acompanhar sua evolução e seus resultados de perto”, diz a superintendente da Regional Sudeste da Kroton, Márcia Nóbrega. Segundo ela, a reputação foi construída com base na inovação do ensino superior e na busca pela alta qualidade.

Rogério Tobias, consultor em marketing, diz que hoje as instituições não têm um minuto para errar. Ele aponta que, principalmente em Minas Gerais, além da rapidez das mídias sociais, o antigo boca a boca ainda funciona, e muito. Por isso, no caso das instituições superiores, a reputação formada pela qualidade do ensino entregue aos alunos é fundamental, e, como em qualquer negócio, o especialista lista a necessidade da continuidade após a entrega, ou seja o desempenho dos alunos no mercado de trabalho.

Cristina Horta/EM/D.A Press

Rúbria Coutinho, especialista em desenvolvimento organizacional, diz que a dupla credibilidade e reputação são ativos construídos ao longo do tempo, demandam um processo demorado de interação, vivência e experiências de cada público com a empresa e que, gradativamente, se tornam uma vantagem competitiva.

“Estar em um ranking como o Marcas Mais Prestigiads em Minas é uma notícia muito importante para nós. A reputação da marca é um ativo intangível e valioso, é quase que um patrimônio”, comemora Juliana Salvador, vice-reitora da Newton Paiva. Com três complexos e 14 mil alunos na graduação e outros 5 mil no ensino técnico, além de mil estudantes na pós-graduação, Juliana diz que a Newton Paiva busca sempre a inovação, se aproximando da realidade de seus estudantes. Segundo ela, a instituição vem crescendo também no ensino a distância. Sem revelar percentuais, ela diz que a projeção da Newton Paiva é de alcançar, em 2015, crescimento superior ao do ano pasasdo.

ESCOLHA DECISIVA Completando 51 anos neste mês, o Uni-BH, instituição que pertence ao Grupo Anima, tem cerca de 20 mil alunos na graduação e 4 mil na pós-graduação. São 60 cursos oferecidos na graduação, sendo que os campeões de procura são os cursos de medicina, engenharia civil, direito, educação física e psicologia. Vânia Café, vice-reitora do Uni-BH, observa que participar da pesquisa e ser destacado no ranking Marcas Mais Prestigiadas de Minas é uma grande satisfação para a instituição, que investe diariamente na manutenção de sua reputação. Segundo ela, os cursos da instituição contam com o financiamento público por meio do Fies, além de contar com o programa Prouni e, ainda, com financiamento privado interno, em que a instituição arca com a taxa de juros e o aluno paga o curso no dobro do tempo.

Vânia Café, do Uni-BH, diz ainda que a reputação de uma instituição é um de seus mais importantes ativos, já que a escolha e a confiança que o aluno deposita no curso superior têm reflexos de longo prazo. “Essa escolha é muito relevante para o futuro. É a partir dela que o estudante irá construir os 30, 40 anos seguintes de sua vida. Nossa reputação é o reconhecimento de que oferecemos uma formação de fato. Para isso, coerência é a palavra-chave. É preciso ser coerente entre o que se promete e o produto entregue, e a escolha de nossos alunos tem mostrado essa característica do Uni-BH”, afirma. “Em 2010, tinhamos 11 mil alunos na graduação e em quatro anos esse número praticamente dobrou. Em 2014, fechamos com 20 mil alunos na graduação. Isso tem a ver com nossa reputação”, comenta, satisfeita.

Em comum, as instituições ressaltam que um dos ativos mais importantes do setor é, sem dúvida, a reputação. “Por isso, a PUC Minas tem compromisso com a formação, não apenas técnica, mas também ética e solidária de seus alunos, contribuindo para uma sociedade mais justa, o que é importante para consolidar sua reputação”, afirma Patrícia Bernardes.

Márcia Nóbrega, da Kroton, diz que, hoje, muitos dos alunos da Faculdade Pitágoras são os primeiros da família a se formar no ensino superior. “Esse é um orgulho para eles e para nós, como instituição, por poder mudar o curso da vida de inúmeros alunos por meio da educação superior de qualidade.” Segundo a superintendente da Kroton, grupo dono da Faculdade Pitágoras, geralmente, os alunos que decidem cursar uma graduação já estão no mercado de trabalho e buscam ascensão profissional e melhorias em sua qualidade de vida e na de sua família. “Isso faz com que eles valorizem ainda mais seus estudos”.


TRABALHO DE PRIMEIRA

As mais prestigiadas no ensino superior privado

» 1º PUC MINAS
» 2º PITÁGORAS
» 3º NEWTON PAIVA
» 4º UNI-BH
» 5º FUMEC
» 6º IBMEC
» 7º UNIFENAS
» 8º UNA

TRÊS PERGUNTAS PARA ...

Rúbria Coutinho
Especialista em desenvolvimento organizacional e recursos Humanos


1) O que a reputação significa para uma empresa? Qual é a importância desse ativo?
Reputação é a percepção que os públicos de interesse de uma empresa constroem a seu respeito ao longo do tempo e de forma sustentável. Ela está diretamente vinculada à sua história, estratégias, liderança, qualidade de produtos e serviços, ambiente de trabalho, entre outros atributos. Embora seja uma percepção subjetiva, uma boa reputação é um ativo intangível, que gera resultados concretos para o negócio, na medida em que influencia comportamentos de apoio à empresa. Entre eles podemos citar o consumo dos seus produtos e serviços, confiança dos investidores, acesso ao mercado de capitais, garantia de contratos e a atração de talentos. Reputação gera, ainda, credibilidade, estima, respeito e admiração.

2) Qual é a relação entre a boa reputação de uma empresa e o seu capital humano?
A reputação está relacionada às crenças e aos valores compartilhados e praticados na organização, que além de criarem senso de identidade orientam as estratégias da liderança relativas ao seu capital humano. Uma boa reputação também está ligada às práticas de desenvolvimento, reconhecimento e remuneração com critérios justos e transparentes, à ética e ao respeito nas relações interpessoais e com a liderança, aos cuidados com a saúde, a segurança e o clima organizacional. Esses fatores favorecem a motivação e contribuem para um ambiente de trabalho propício ao bom desempenho.

3)A credibilidade e a boa reputação podem acompanhar jovens instituições ou esse é um ativo que depende de ações de longo prazo?
Credibilidade e reputação são construídas ao longo do tempo, demandam um processo demorado de interação, da vivência de experiências de cada público com a empresa e intensificam-se gradativamente até que se tornem uma vantagem competitiva. Jovens instituições que investem na atribuição de valor relevante para cada um dos seus públicos de interesse e em boas práticas de gestão estão criando imagens positivas, que uma vez sustentadas consolidarão a credibilidade e a boa reputação dessas instituições.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600