SIGA O EM
 col-xs-12

Produção com responsabilidade

Projetos desenvolvidos com conceitos modernos de sustentabilidade e abertura para ouvir as comunidades impactadas pelos empreendimentos diferenciam as mineradoras Vale, Anglo American, Samarco e Ferrous

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 815159, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Anglo American/Divulga\xe7\xe3o', 'link': '', 'legenda': 'Unidade mineira da Anglo American entrou em opera\xe7\xe3o comercial no ano passado', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2015/03/15/627586/20150314220110885579u.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 15/03/2015 06:14 / atualizado em 15/03/2015 13:18

Estado de Minas

Anglo American/Divulgação
Com o mundo cada vez mais consciente sobre a responsabilidade na preservação do meio ambiente em meio à busca pelo desenvolvimento sustentável, as mineradoras investem em bons trabalhos, aliados a diálogos mais frequentes com as comunidades dos locais onde atuam. Nesse cenário, os entrevistados na pesquisa Marcas Mais Prestigiadas em Minas elegeram seis empresas com destaque no segmento da mineração. Além de uma relação de transparência com os moradores do entorno das jazidas que exploram, as indústrias eleitas no ranking têm tomado ações para promover melhorias na infraestrutura das cidades e nos serviços prestados às comunidades e fazem girar as economias locais, com a criação e manutenção de empregos. A Anglo American, por exemplo, emprega atualmente 2 mil pessoas no país, sendo que a maioria trabalha em Minas Gerais. Neste ano, prevê a contratação de 1,2 mil profissionais, para o quadro de pessoal próprio e nas empresas terceirizadas.

Em primeiro lugar no ranking do segmento, aparece a Vale, com 73 anos de história. A empresa atribui o reconhecimento ao trabalho desenvolvido por milhares de empregados da mineradora no estado. “Esse levantamento considera dimensões mais humanas do desempenho empresarial, como qualidade de vida, desenvolvimento socioeconômico e cuidado nas operações”, comenta Antônio Padovezi, diretor de ferrosos sudeste da companhia.

A Anglo American ficou na segunda posição do ranking. A multinacional atua no Brasil desde 1973 e opera seu principal empreendimento em Minas, o Sistema Minas-Rio, pertencente à unidade de negócio Minério de Ferro Brasil. O complexo, que compreende a exploração da matéria-prima, o transporte por mineroduto e porto no Rio de Janeiro, entrou em funcionamento no ano passado e deverá atingir em 2016 sua capacidade máxima de produção, de 26,5 milhões de toneladas de minério de ferro por ano. O minério explorado na região de Conceição do Mato Dentro é tratado numa planta de beneficiamento na cidade e na vizinha Alvorada de Minas. Da unidade, segue por um mineroduto com 529 quilômetros de extensão, atravessando 33 municípios mineiros e fluminenses, para embarque no Porto do Açu, localizado em São João da Barra (RJ), no qual a empresa é parceira da Prumo Logística, com 50% de participação.

Fundada há mais de 100 anos, a Anglo American informa ter recebido o resultado da pesquisa como reflexo de uma ação responsável como fornecedora de recursos essenciais ao desenvolvimento econômico e social dos países onde atua. “O grupo prioriza a manutenção de um relacionamento transparente e sólido com as comunidades localizadas nas regiões onde opera. Isso ocorre, principalmente, por meio de ações de sustentabilidade que têm o objetivo de promover a prosperidade e a melhoria de índices e da realidade social e econômica dessas comunidades”, diz a mineradora em nota.

DIÁLOGO “Sabemos da necessidade, hoje, para o setor mineral, de uma percepção positiva da sociedade. Por isso, o ranking é motivo de comemoração”, comenta a gerente-geral de Comunicação e Desenvolvimento Sócio-institucional da Samarco, Juliana Machado. A empresa aparece, na pesquisa, em terceiro lugar no segmento “Mineração” e , segundo Juliana, a menção resulta de um longo trabalho que vem desenvolvendo há mais de 40 anos. “Desde 2010, trabalhamos com indicadores estratégicos, criando planos e ações voltados para um bom resultado. A reputação da companhia faz parte do ativo estratégico de negócio. O que, hoje, começa com a licença para operar não vem só dos nossos projetos, vem da permissão da sociedade onde atuamos”, afirma.De acordo com Juliana, a empresa não só reconhece o impacto que causa como também está disposta a minimizá-lo e criar benefícios à comunidade. “Quanto mais aberto for o diálogo, melhor será essa relação”, diz.

Na sexta colocação, está a Ferrous Resources, com sede em Belo Horizonte. Criada em 2007, a empresa extrai minério de ferro, mantendo em seu portfólio as Minas Viga, em Congonhas; Esperança, no município de Brumadinho e Santanense, em Itatiaiuçu, todas no Quadrilatério Ferrífero de Minas Gerais, uma das maiores províncias minerais do país. A empresa desenvolve um plano de expansão da produção, que em 2012 foi de 3,2 milhões de toneladas de ferro, representando aumento de 77% frente a 2011. O projeto de longo prazo da companhia prevê um volume produzido por ano de mais de 40 milhões de toneladas.

NO CIRCUITO

Os destaques do segmento mineração

1º Vale
2º Anglo American
3º Samarco
4º Anglogold Ashanti
5º CSN Namisa
6º Ferrous
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600