SIGA O EM
 col-xs-12

Canteiro Fértil

Nascida em Minas, a MRV investe em moradias populares e tem presença em 23 estados. A construtora lança sua marca para o mundo ao adotar a estratégia do marketing esportivo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 29/11/2012 14:07 / atualizado em 29/11/2012 15:36

ARQUIVO MRV

Apartamento moderno e funcional, com dois ou três quartos, vaga na garagem, área de lazer, projeto paisagístico e preço que cabe no bolso. Foi com essa promessa que a MRV Engenharia seduziu os seus consumidores e, com isso, conquistou o primeiro lugar no segmento Construtoras/ Imóveis. A possibilidade concreta de comprar o “primeiro apê”, um dos slogans de campanha da empresa, definiu o principal público formado por casais de 25 a 30 anos, com renda de R$ 1,5 mil a R$ 4,5 mil, como o grande filão da construtora, que de 2010 para cá tem nos jovens adultos 65% dos compradores.

“Além do zelo pelo produto, oferecemos juros e prazos de pagamento acessíveis, para que o cliente não busque o imóvel mais barato e para que o preço fique no limite do que ele pode pagar”, diz Rodrigo Resende, diretor de Marketing da MRV. Com 33 anos, a empresa festeja a valorização da marca, que segundo Resende, deve-se a três pilares: a qualidade do produto, a especialização e o foco. “Nós perseguimos os prazos de entrega. Quem compra não aceita atrasos”, completa, ressaltando que os funcionários são treinados para acompanhar cada etapa da obra e lidar com os processos de mecanização, o que reduz custos e maximiza o tempo nas construções de larga escala.

MORADIAS POPULARES
Até o terceiro trimestre deste ano, a MRV lançou 24.142 unidades e vendeu 24.163. Resende explica que o grande número de construções eleva o poder de barganha da construtora e consolida acordos com grandes fornecedores. Ele ressalta ainda que a parceria com agentes financiadores do Programa Minha Casa, Minha Vida – como a Caixa e o Banco do Brasil – é fundamental para a MRV. “As famílias inscritas nele representam 90% do nosso público atual”, assinala. A construtora já faturou até setembro deste ano R$ 2,8 bilhões em vendas contratadas. No ano passado, o total chegou a R$ 4,3 bilhões.

O foco nas moradias populares fez a empresa ir além das fronteiras de Minas e se expandir para 115 cidades em 17 estados, conquistando São Paulo – seu maior mercado, à frente de Minas Gerais (2º), Paraná (3º) e Rio de Janeiro (4º). A retomada dos investimentos em marketing esportivo – coordenada por 30 profissionais dos departamentos de Relações Institucionais, Marketing e Comunicação – reforçou o prestígio da construtora. Este ano, ela patrocinou os clubes Atlético Mineiro, Vasco (RJ) e Sport (PE), além de times mineiros de menor projeção. Investiu também no piloto de Fórmula 1 Bruno Senna, da Williams. “Com ele, estamos levando a marca daqui para o mundo”, ressalta Resende.

Além do marketing esportivo, a empresa entra na onda das campanhas pela internet e usa esse canal para promover a marca por meio, por exemplo, do sorteio de prêmios. Em sua página no Facebook, curtida por mais de 346 mil usuários, a construtora abriu o concurso cultural “O que você faria para ganhar um apê MRV?”. As fotografias devem ser postadas na fan page e as 10 mais curtidas até 14 de dezembro vão para a final. O vencedor será anunciado sete dias depois e levará um imóvel de R$ 120 mil – ação inovadora no segmento de construção no Brasil.

SUSTENTABILIDADE
A MRV atribui seu bom posicionamento na pesquisa sobre as marcas preferidas dos mineiros também aos investimentos feitos em sustentabilidade e responsabilidade social. Até o início de novembro, mais de 198 mil árvores foram plantadas pela empresa em áreas verdes ou em projetos de revitalização de praças, passeios e jardins públicos. Cerca de 4,9 milhões de litros de água foram economizados, graças à instalação de descargas ecológicas nos imóveis comercializados.

Essas e outras práticas fizeram com que a MRV atingisse o nível A no Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade do Habitat (PBQP-H). “Investir em marca é investir no produto do começo ao fim, sem ignorar nenhum processo e sem se eximir de responsabilidades”, salienta Resende.
Tags:
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600