SIGA O EM
 col-xs-12

7º Lugar em Minas

Sempre à frente

A centenária Araujo se inspira na comodidade e na diversidade de produtos para criar novos serviços e manter o posto conquistado de maior e mais confiável rede de drogarias do estado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 29/11/2012 12:47 / atualizado em 29/11/2012 15:58

ARQUIVO ARAÚJO

Ela é do tempo em que farmácia se escrevia com “ph”. Fundada há 106 anos na capital mineira, a Drogaria Araujo aposta no atendimento com agilidade, em horário estendido e diversificação de lojas para conquistar o consumidor. “Modesto Araujo, o fundador da empresa, dormia no fundo da loja e, às vezes, era acordado à noite por clientes que precisavam de algum medicamento. Percebendo isso, ele instalou uma campainha em cima da sua cama para atender a todos”, conta André Giffoni, gerente de Marketing da rede. Foram essas percepções de mercado que levaram ao crescimento da empresa, escolhida como a sétima mais prestigiada marca com sede em Minas Gerais, melhorando duas posições no ranking em relação ao de 2011.

Desde as suas primeiras décadas, a rede carrega a insígnia da inovação. Foi pioneira ao lançar, em 1933, o plantão 24 horas, assim como foi a primeira drugstore do Brasil e inaugurou entre o segmento de farmácias brasileiras o serviço de telemarketing, em 1963, e o drive thru, na década de 1990. O slogan “Araujo tem”
reflete bem a capaci-dade da empresa em inovar e prestar novos serviços. Hoje, a rede agrega farmácias de manipulação, banco 24 horas, serviço de pagamento de contas, recarga de celular, cópia e fax, revelação de fotos digitais, além de consultoria veterinária, de beleza e de produtos para bebês.

ESTRATÉGIAS
O gerente de Marketing avalia que, ao agregar às ofertas conteúdo de diferenciação e construção da marca, a Araujo se distancia da concorrência crescente de empresas como a Droga Raia e as Lojas Rede. Daí o entendimento de que todos os colaboradores participam do trabalho de branding, planejado atualmente por 11 profissionais de marketing e pela equipe da agência de publicidade Lápis Raro. A eles cabe também o monitoramento diário das redes sociais.

Resultado de pesquisas com os consumidores e aposta antiga da Araujo, os medicamentos genéricos ganharam campanha veiculada desde outubro nos ambientes on-line e off-line. Segundo Giffoni, 11 anos após seu lançamento, a Araujo constata que o consumidor confia na segurança desses medicamentos. A empresa também se dedicou a campanhas sobre a Farmácia Popular, numa aproximação com as classes emergentes.

Em 1914, a Araujo conseguiu um financiamento para importar e vender a preço de custo um medicamento alemão para combate à gripe espanhola. A inserção da empresa no campo da responsabilidade social se traduz, por exemplo, na campanha em benefício dos pacientes do Hospital da Baleia. Desde 2005, a drogaria incentiva os clientes a doarem o troco para a instituição, que já arrecadou R$ 7,5 milhões com a iniciativa. A empresa oferece palestras sobre saúde, kits de higiene pessoal a estudantes do programa estadual Valores de Minas, cursos gratuitos para gestantes e três playgrounds com aparelhos de ginástica e alongamento destinados aos idosos.

Os funcionários usufruem de um programa de participação nos resultados, de incentivos acadêmicos, treinamentos e qualificação, além de oportunidades de desenvolver projetos internos e receber parte dos ganhos. “Nestes dois últimos meses do ano, a empresa inaugurará seis novas lojas. Como temos por política privilegiar os colaboradores que já estão na empresa, teremos muitas novas oportunidades de crescimento profissional”, prevê Giffoni. A Araujo espera encerrar 2012 com faturamento de R$ 1,2 bilhão, R$ 269 milhões a mais que em 2011.
Tags:
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600