SIGA O EM
 col-xs-12

4º Lugar em Minas

Pioneira persegue modernidade

A Usiminas reforça a sua identidade apoiando o desenvolvimento industrial do estado. A siderúrgica investe em infraestrutura e patrocínios de projetos culturais

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 29/11/2012 12:26 / atualizado em 29/11/2012 15:49

DANIEL MANSUR/DIVULGAÇÃO

A Usiminas comemora meio século de vida como a empresa mais prestigiada do segmento Metalurgia e Siderurgia, além de quarta colocada no ranking mineiro. Esse reconhecimento é resultado de uma gestão de qualidade e por abraçar projetos sociais. A empresa foi, já em 1992, uma das dez primeiras do Brasil certificadas com ISO 9001, por adoção de padrões internacionais de qualidade. Quatro anos depois obteve o ISO 14001 pela gestão ambiental, consagrando-se como pioneira na siderurgia brasileira e segunda mundial a conseguir tal feito.

Além de manter a Fundação São Francisco Xavier, que administra dois hospitais e um colégio no Vale do Aço, a empresa gere o Instituto Cultural Usiminas, que, em 18 anos, investiu R$ 224 milhões em cultura e R$ 14 milhões em esporte, atendendo, só este ano, 90 mil pessoas em Ipatinga, onde está sua usina.

CAMPANHA
“O mais relevante, em um processo de consolidação de marca é se abrir à inovação, sem perder os valores que a inspiraram”, assegura Maria Lígia Dutra, gerente-geral de Comunicação Corporativa da Usiminas. Segundo ela, a siderúrgica deseja reforçar a marca, apoiando o desenvolvimento e o crescimento da indústria brasileira, sobretudo dos setores metal-mecânico, energético, automotivo, naval, de infraestrutura e construções.

A gestão corporativa da marca é uma constante. A Usiminas desenvolve iniciativas para reforçar a reputação e imagem entre um público estratégico. É o caso da campanha “50 + Usiminas”, que, a partir de uma série de eventos culturais e institucionais, mostra a empresa como símbolo do processo de industrialização passado, presente e futuro do país. “Uma marca deve estar sob constante avaliação, à luz das transformações da sociedade, do mercado e dos focos prioritários de gestão”, arremata Maria Lígia.

INOVAÇÃO
Com faturamento bruto de R$ 12,6 bilhões até o terceiro trimestre de 2012, a Usiminas melhora levemente o índice de R$ 12,3 bilhões acumulados no mesmo período do ano passado – um feito positivo num cenário complicado para o setor, no qual a desaceleração dos preços e a pressão feita pelos produtos importados são muito significativos. Do total faturado, 25% são de exportações. Para incrementá-las, a companhia investiu, desde 2007, mais de R$ 11 bilhões na modernização de linhas produtivas e no aumento do valor agregado dos produtos.
Tags:
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600