SIGA O EM
 col-xs-12

2010

Comunicação e reputação, lado a lado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 03/05/2010 10:50 / atualizado em 07/11/2012 20:01

Reputação não se constrói em silêncio.Nem fazendo barulho à toa.O prestígio e a reputação das empresas conta sempre com um comportamento consistente da sua administração e operação e uma prática articulada de comunicação. Não é por outro motivo que as organizações consideram cada vez mais a comunicação item obrigatório da gestão. Os diretores da Ideia Comunicação José Guilherme Araújo e Heloiza Fariade Souza respondem aqui sobre alguns pontos que podem compor um roteiro básico da boa comunicação empresarial. Assim como Jaime Troiano, do Grupo Troiano, e Levi Carneiro, também diretor da Ideia comunicação, igualmente responsáveis pela pesquisa sobre as marcas de maior prestígio de Minas, eles defendem diálogo coerente e alinhado entre os vários segmentos com os quais as empresas se relacionam

Qual é o principal desafio para a comunicação nas organizações?

José Guilherme: O principal desafio hoje nas organizações é o de alinhar a comunicação com a estratégia da empresa. E isso se coloca como uma exigência para os profissionais da área, ou seja, o papel que se espera de nós é o de entender do negócio, conhecer suas estratégias e trabalhar nessa perspectiva.

E qual o papel dos dirigentes nesse contexto?


Heloiza: A comunicação estratégica começa na alta direção: cada vez mais, fica claro para as organizações de todos os portes e segmentos que a comunicação não se torna efetiva se não é parte integrante da agenda dos principais dirigentes empresariais. São eles os responsáveis por conduzira comunicação com os diferentes públicos, dar o exemplo e apontar os rumos.

A comunicação deve ser a mesma para dentro e para fora?

Heloiza: As mensagens estratégicas que traduzem a forma como a organização se apresenta à sociedade devem ser levadas para todos, considerando o que é valor e é de interesse para cada público do relacionamento da empresa. Ou seja, é claro que há especificidades a serem respeitadas, mas não se pode fazer um discurso para dentro e outro para fora.

De que forma o ambiente atual, com grande influência da internet, impacta a comunicação das organizações?

José Guilherme: O ambiente atual, que combina a complexidade da sociedade com a transparência introduzida pelos meios virtuais, aumenta a exigência por uma comunicação coerente e alinhada entre os vários segmentos com os quais a empresa se relaciona. As empresas têm que levar em conta o complexo de redes sociais, físicas ou virtuais, que influenciam todo o ambiente interno e externo e querem dialogar, não apenas ouvir as empresas.

Em que medida a comunicação tem a ver com a reputação da empresa?

Heloiza: Quando uma empresa promete, ela tem que entregar o que promete, essa regra é básica. Comunicação não é discurso descolado da realidade, não é artifício para dourar a pílula. A comunicação deve ser clara, consistente e coerente.Deve se preocupar sempre com essa medida: só dizer aquilo que deve e pode ser dito, e que pode efetivamente ser comprovado pela ação da empresa. Quem diz uma coisa e faz outra, certamente, não está construindo uma boa reputação. Ao contrário, está construindo desconfiança.
Tags:
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600