SIGA O EM

Período bombástico - Previsões para Maio, Junho, Julho e Agosto

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 273100, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Virg\xednia Sim\xf5es/Arquivo Pessoal', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2009/12/28/141766/20091228145227919388o.jpg', 'alinhamento': 'left', 'descricao': None}]

postado em 28/12/2009 14:15 / atualizado em 29/12/2009 20:04

Elaine Pereira /

MAIO
Júpiter faz aspecto ao meio do ceú do mapa do Brasil - a casa do poder


Virgínia Simões/Arquivo Pessoal
Considerando o aspecto harmônico de Júpiter, a astróloga Virgínia Simões afirma que o momento é fértil para o governo melhorar sua imagem diante da população. 'Se souberem usar o momento astrológico, há chance de acerto e boa utilização dessa máquina. Mas o que eu acho mais interessante no cenário político é que será o momento propício para qualquer nome que quiser se destacar”, afirma. Entretanto, ela salienta que o candidato 'deve apresentar projetos que estimulem crescimento e prosperidade. Não adianta ir para a televisão para ficar alfinetando o outro. “O candidato que apresentar projeto e usar esse discurso vai se dar bem. Porque Júpiter em aspecto harmônico é crescimento, melhoria”, salienta.

Em maio, Júpiter também fará oposição a Mercúrio no mapa astrológico do Brasil, o que mostra mais uma vez a questão do gasto excessivo na esfera pública. “Não tem como correr disso, porque é Júpiter. É época de eleição, de propaganda, de discurso. Vamos ter uma atitude bem expressiva da imprensa, diria até bem cínica em relação ao próprio quadro eleitoral e também em relação ao gasto excessivo”, afirma Virgínia Simões.

O período também será de efervescência no setor esportivo, que começa a ocupar o noticiário de maneira até exagerada. 'É até normal, em se tratando de Brasil, pois é ano de Copa. Essa força do esporte começa a apontar em maio e volta forte em outubro e dezembro.

 

Entre junho e agosto também ocorrerá uma combinação que costuma causar ilusão e desapontamento por causa de expectativas que não se realizam. É o reflexo de Júpiter quadrando com Urano e Netuno. “Como junho tem a ver com Copa, pode ser que os jogadores do Brasil não tenham o desempenho à altura das mega expectativas e sonhos de milhões de brasileiros. É um aspecto um pouco de desilusão”, diz.

O período mais bombástico do ano de 2010

O aspecto mais importante do ano deve ocorrer entre maio e agosto, quando Urano entra em trânsito fazendo conjunção com Plutão na casa 2 do Brasil - a dos bens, do dinheiro, da produção de riqueza e também do poder executivo.

Com isso podemos ter um duplo efeito desestabilizador em dois setores - economia e política. Como urano representa rompimento, revolução, surpresa, pode haver corte de investimentos, de incentivos e/ou bruscas alterações de preço que podem provocar uma instabilidade na economia. Na política será o período mais provável para mudanças inesperadas no quadro sucessório. “Se vai ocorrer uma virada de mesa, vai ser de maio a agosto. Uma sequência de acontecimentos que poder levar a uma renovação nos quadros de poder. Tudo que se tinha como certo pode mudar de repente”, diz.

Segundo a astróloga, Urano é inimigo do continuísmo e do previsível. “Então se a gente tem o Lula previsível, o continuísmo do Lula.... olha, eu detesto afirmar, mas Urano, quando pega pra valer é rompimento, renovação. Vai ter um embate importante entre essas forças que disputam o poder em outubro. O carisma do Lula já foi arranhado em março, não é à toa. Trata-se de um momento muito dinâmico e inovador. Eu considero o aspecto mais importante”, afirma.

Como Plutão tem a ver com tudo que é subterrâneo e Urano está ligado à aceleração, ao rompimento, à revolução e à tecnologia pode haver aceleração na exploração dos campos recém-descobertos de petróleo. “Haverá uma corrida para acelerar essa exploração e até novos campos podem ser descobertos”, completa.

Ela explica que as forças de Urano e Plutão não atuam com esse dinamismo em nível pessoal porque são dois planetas geracionais. “Não são (astros) pessoais como Marte e a Lua. Então teríamos que ver onde Urano cai no mapa de cada um”, resume.

 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600