SIGA O EM

Ricardo Lana, arquiteto

Calçadas planas e prazerosas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 273176, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Beto Novaes/EM/D.A Press', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2009/12/24/141429/20091224112611509955o.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': None}]

postado em 24/12/2009 11:20

Maurício Lara /Estado de Minas



Beto Novaes/EM/D.A Press

O arquiteto e urbanista Ricardo Lana gosta de caminhar pela cidade, mas não se conforma com o traçado irregular e o descuido com as calçadas. De presente para Belo Horizonte, daria calçadas planas, com pavimento e arborização adequados. “E sem as execráveis lixeiras de metal, que acabam virando depósito de lixo em frente às casas”, diz o especialista, que lançou neste ano o livro Arquitetos da Paisagem, em que fala sobre a arte do paisagista Burle Marx, responsável pelo projeto paisagístico da Pampulha.

Ele nasceu em Jaguaraçu e mudou-se para BH em 1965. A possibilidade de andar pelas ruas, na visão dele, é a melhor forma de os moradores se apropriarem da cidade. “Mas, é desestimulante. Nossas calçadas são
verdadeiras calamidades”, lamenta.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600