SIGA O EM

EXPEDIÇÃO CULTURAL 16/9/16

Coletivo goiano com influências mineiras

Fruto de aulas de teatro no Instituto Federal de Goiás (IFG), a Cia Nu Escuro comemora seu 20º aniversário com 14 espetáculos e inúmeras oficinas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1072525, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Layza Vasconcelos/Divulga\xe7\xe3o', 'link': '', 'legenda': 'Espet\xe1culo Gato Negro, da Cia Nu Escuro, grupo que tem no Galp\xe3o uma de suas refer\xeancias na interpreta\xe7\xe3o ', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/09/16/804738/20160916103420236767i.jpg', 'alinhamento': 'left', 'descricao': ''}]

postado em 16/09/2016 10:40 / atualizado em 16/09/2016 10:41

Layza Vasconcelos/Divulgação
 
 
O que teve início com a ideia de desinibir os tímidos, fazer novos amigos e explorar os conhecimentos cênicos levou a turma de adolescentes de Goiânia a participar de vários festivais, como o de Santos, em 1996. O encontro com grupos de teatro de todo o Brasil marcou a trajetória do Cia de Teatro Nu Escuro, que trouxe na bagagem grandes referências e influências para a construção da identidade da companhia.

O Grupo Galpão foi uma dessas referências. A apresentação da peça “Romeu e Julieta” (1992-1994), (1995-2003), (2012-2013), dirigida por Gabriel Villela, chamou a atenção do Cia de Teatro Nu Escuro por seu estilo barroco e sua linguagem adaptada para Guimarães Rosa. “Nós erámos muito novos. Quando vimos aqueles atores encenando em cima da perua Veraneio, ficamos muito impressionados. Temos no Grupo Galpão uma importante influência em nosso trabalho”, conta o componente da trupe Hélio Fróes.

Com o intuito de não centrar na figura de um diretor, de um produtor ou de um único ator, a Cia de Teatro Nu Escuro se empenha em realizar trabalhos que reflitam o viés coletivo – característica semelhante a do Grupo Galpão. A companhia mineira também levou ao grupo de Goiânia (GO) a investigação das técnicas musicais e da estética circenses.

Conquistando o próprio espaço
A Cia é patrocinada com o Prêmio de Manutenção de Grupos da Petrobras (2013-2016) e teve seus trabalhos selecionados para o Palco Giratório (Sesc), Caravana Funarte, Prêmio Funarte de Artes Cênicas na Rua, Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz, Prêmio de Teatro do Estado de Goiás.

Já foi Destaque Cultural de Goiás (2005), e recebeu Medalha de Mérito Cultural (2010), maior título dado aos artistas no estado, ambos concedidos pelo Conselho Estadual de Cultura.


Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600