SIGA O EM

EXPEDIÇÃO CULTURAL 1/9/16

Na plateia de ensaio do Grupo Corpo

Visitamos a companhia e vimos de perto os preparativos para as apresentações no Rio de Janeiro e a temporada nos Estados Unidos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1069698, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Leandro Couri/EM/D.A Press', 'link': '', 'legenda': 'Bailarinos da companhia t\xeam longa rotina de ensaios para alcan\xe7ar a perfei\xe7\xe3o nos movimentos ', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/09/01/799848/20160903133617912033i.EXPEDICAOCULTURAL', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}, {'id_foto': 1069699, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Leandro Couri/EM/D.A Press', 'link': '', 'legenda': 'O Grupo Corpo influenciou o cen\xe1rio art\xedstico nacional, assim como a maneira de se apresentar um espet\xe1culo', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/09/01/799848/20160902121718825125e.JPG', 'alinhamento': 'left', 'descricao': ''}]

postado em 01/09/2016 10:23 / atualizado em 03/09/2016 13:37

Leandro Couri/EM/D.A Press


Combinação da técnica clássica com uma releitura contemporânea: essa é a principal característica do Grupo Corpo. Com muita dedicação e talento, os bailarinos se entregam cerca de seis horas por dia para alcançar a perfeição dos corpos sincronizados. Na manhã desta quarta-feira, a Expedição Cultural Estado de Minas fez parte da plateia e acompanhou os ensaios da companhia para a apresentação no Rio de Janeiro (RJ), seguido da temporada pelos Estados Unidos.

Durante o bate-papo com o diretor artístico Paulo Pederneiras, o coreógrafo Rodrigo Pederneiras e os bailarinos Helbert Pimenta, Luan Batista, Janaina Castro, Silvia Gaspar, eles contaram como despertou a paixão pela dança, a rotina corrida vivida pelos artistas, além de revelarem detalhes da apresentação singular de encerramento da Olimpíada do Rio.

Leandro Couri/EM/D.A Press


Referência no Brasil e no mundo
Com 35 coreografias e mais de 2,2 mil récitas na bagagem, a companhia mineira de dança faz uma média de 70 apresentações anuais. O passaporte tem de estar em dia, pois é comum partir em viagem antes mesmo de ter tido tempo de esvaziar as malas da turnê anterior. Islândia, Coreia do Sul, EUA, Líbano, Itália, Cingapura, Holanda, Israel, França, Japão, Canadá e México foram alguns dos destinos dos 21 bailarinos.

“Cerca de 60% das nossas viagens no ano são para fora do país. A linguagem própria, faz dele referência. O nosso coreógrafo Rodrigo Pederneiras conseguiu imprimir uma maneira de se movimentar com uma estética bastante brasileira e única. O Grupo Corpo é uma importante companhia que influenciou bastante o cenário artístico nacional, assim como a maneira de se apresentar um espetáculo”, explica o diretor artístico Paulo Pederneiras.


AGENDA DE ESPETÁCULOS

07 de setembro a 11 de setembro
“Lecuona” (dança sinfônica)
Palácio das Artes – BH

15 de setembro a 19 de setembro
“Lecuona” (dança sinfônica)
Theatro Municipal do Rio de Janeiro

25 de setembro
“Parabelo” (dança sinfônica)
Tulsa Performing Arts Center (USA)

28 de setembro a 29 de setembro
“Suite Branca”
Nova York (USA)

01 de outubro
“Parabelo” (dança sinfônica)
Northrop – Minneapolis (USA)

A programação completa pode ser acessada em www.grupocorpo.com.br
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Ramon
Ramon - 04 de Setembro às 08:03
Este repórter é carioca !
 
Marco
Marco - 03 de Setembro às 13:42
O que falarem do Grupo Corpo, é apenas reconhecer que de fato é o melhor grupo de dançarinos do Brasil. A confirmação disso, é o que fazem num palco.