SIGA O EM

HISTÓRIA

Terrorismo: 15 anos do ataque às torres gêmeas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1072077, 'arquivo_grande': '', 'credito': '', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/09/14/804072/20160914152320687452i.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}, {'id_foto': 1072078, 'arquivo_grande': '', 'credito': '', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/09/14/804072/20160914152334789228o.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 14/09/2016 15:14 / atualizado em 14/09/2016 15:25

Lívia Machado

Há 15 anos, acontecia um dos ataques terroristas mais conhecidos da história. Dois aviões chocaram-se contra as duas torres do complexo comercial World Trade Center, em Nova Iorque, e um terceiro foi lançado contra o Pentágono, a sede do Departamento de Defesa dos Estados Unidos. Mais de 3.000 pessoas morreram no ataque, cuja autoria foi assumida pelo grupo terrorista AL Qaeda e seu líder Osama Bin Laden.

Os norte-americanos rapidamente iniciaram um combate ao terrorismo internacional que, na prática, significou a permissão a ataques preventivos em países que supostamente abrigavam ou financiavam AL Qaeda e outros grupos radicais. O primeiro a ser ocupado foi o Afeganistão, em 2002. Naquela época, o país era controlado pelo Talibã, rede fundamentalista islâmica nacionalista que foi deposta pelas ações dos EUA.

Em 2003, foi a vez do Iraque entrar na mira das tropas estadunidenses, que lideraram a ocupação militar do país, acusado de apoiar o terrorismo e de ter armas químicas de destruição em massa. Durante os 10 anos de ocupação norte-americana essas armas não foram encontradas e o regime do ditador Saddam Hussein foi derrubado.

Somente em 2011, dez anos após os ataques de 11 de setembro, Osama Bin Laden foi encontrado no Paquistão e eliminado pelo Seals, grupo especial da Marinha norte-americana.

 

A AL Qaeda e o Talibã são somente dois de vários grupos terroristas existentes na atualidade. Essa forma de luta se expandiu no século XX e, com o desenvolvimento da ciência e da tecnologia, suas ações passaram a ter cada vez mais alcance e poder. Há, por exemplo, o Boko Haram (Nigéria), o Estado Islâmico (Síria e Iraque), a ETA (Espanha) e o IRA (Irlanda do Norte), com diferentes características e objetivos.

A Guerra ao Terrorismo implantada pelos EUA, no entanto, é bastante controversa. Milhares de inocentes já foram vitimados e foram autorizadas ações muitas vezes abusivas como escutas telefônicas de pessoas suspeitas, censura de mensagens na internet e prisão de estrangeiros sem culpa comprovada. Além disso, muitos embates foram implementados unilateralmente, sem aprovação dos outros países-membros do Conselho de Segurança da ONU.

Muitos críticos dizem que há outros objetivos por trás da Guerra ao Terrorismo, como a expansão do controle norte-americano por áreas estratégicas, já que são regiões ricas em petróleo (Iraque, principalmente) e água, com os rios Tigre e Eufrates nascendo na Turquia e fluindo por outros países da região.

Artigo produzido por Percurso Pré-Vestibular e Enem.



Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600