SIGA O EM

Física Moderna

Desafio matemático de 1 milhão de dólares pode ser a chave das viagens interestelares

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/09/2015 08:50 / atualizado em 30/09/2015 11:33

Prof. Aníbal Chaves , Prof. Renato Ribeiro

Estudos, aperfeiçoamentos e aplicações da Teoria Quântica avançam, mas a pergunta não sai da nossa cabeça: e agora? Como sair do nosso Sistema Solar e conhecer outros planetas da nossa Galáxia? Que novos conhecimentos nos darão condições de visitar "in loco", novos mundos, semelhantes ao nosso? Haverá vida em algum planeta? Sabemos que muitos dos nossos cientistas continuam com seus estudos e pesquisas, à procura de soluções.



Nasa/Divulgação

 

Os aceleradores de partículas estão aí, cada vez maiores, mais potentes e mais aperfeiçoados, manipulados por cientistas capacitados. Porém, a Teoria da Relatividade já consagrada por Albert Einstein não os permite uma solução fácil: E=m.c² (E= energia necessária; m= massa do corpo; e c= velocidade da luz = 299.792.458 m/s). Portanto, uma espaçonave para ser movida, com a velocidade da luz, necessitaria de uma energia praticamente infinita. Além disso, a nave para se mover no espaço, sob a influência de forças, terá sua taxa de variação medida pelo tempo. Por esse motivo, conseguirá o ser humano criar condições para atingir ou superar a velocidade da luz?

Na Teoria da Relatividade, uma partícula que viaja à velocidade da luz, adquire massa infinita, a menos que sua massa seja nula. É nessa área que os cientistas Cheng-Num Yang e Robert Mills apresentaram uma interessante hipótese de "ausência de massa", chamada "Mass Gap". O "Mass Gap" não é uma hipótese aleatória, sem fundamento científico, postulada pela vontade de se criar alguma coisa nova. Ela está baseada em áreas complexas da Mecânica Quântica (física de partículas) e que possibilitam sua aplicação. Inclusive já foi confirmada a partir de simulações de computador, mesmo sem ainda um entendimento completo do ponto de vista teórico e a sua comprovação matemática.

 

 A.C.T. Wu (Univ. of Michigan)
 

 

A importância dessa descoberta é tão grande no campo científico, que o Instituto Clay de Matemática da Universidade de Cambridge oferece 1 milhão de dólares para quem solucionar a equação de Yang-Mills que poderia dar uma aplicabilidade para a teoria. A resposta pode ser a peça do quebra-cabeça que faltava para as viagens interestelares.

Entretanto, ninguém, até o momento, conseguiu completar o exemplo matemático da teoria quântica de gauge num espaço-tempo de quatro dimensões, nem forneceu uma definição precisa da teoria quântica de gauge em quatro dimensões. Será que isto mudará no século XXI? Esperamos que sim, mas até lá, a solução da equação para o Yang-Mills é um dos grandes mistérios matemáticos da humanidade.

 

Quer tentar solucionar ou conhecer os grandes problemas da matemática do milênio? Acessa aqui http://www.claymath.org

Antônio Aníbal Chaves é Físico e Matemático e Renato Ribeiro é professor de Física do Percurso Pré-vestibular e Enem.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
mauro
mauro - 28 de Setembro às 16:50
A teoria de ptolomeu era o geocentrismo, a terra era o deus do universo, tudo girava em torno da terra, quem era contra tinha a cabeça cortada, muito tempo depois veio outra teoria que a terra era apenas um tantos que giraam em torno do sol, o ser humano é incompetente e limitado.
 
fabiano
fabiano - 28 de Setembro às 17:08
Não generalize,alguns seres humanos são incompetentes e limitados(pode ser seu caso).Não se esqueça:O homem nasceu pra dominar o universo,prova disso e a ausência de outros seres inteligentes até o presente momento.Se alguém duvida,só o tempo dirá,e nada mais...
 
Eduardo
Eduardo - 28 de Setembro às 13:11
O texto não está 100% correto. O Instituto Clay de Matemática não vai pagar 1 milhão para quem solucionar a equação de Yang-Mills. O prêmio será pago para quem mostrar que a solução da equação existe e que o mass gap (delta) é maior que zero. Mostrar que existe solução é diferente de se solucionar propriamente a equação. O texto original do desafio é: "Yang%u2013Mills Existence and Mass Gap. Prove that for any compact simple gauge group G, a non-trivial quantum Yang%u2013Mills theory exists on R4 and has a mass gap %u2206 > 0. Existence includes establishing axiomatic properties at least as strong".