SIGA O EM

Michel Temer vai sancionar medida provisória do ensino médio na quinta-feira

Alvo de protestos por parte de estudantes e até professores, a proposta estabelece que as escolas possam escolher como vão ocupar 40% da carga horária

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1104617, 'arquivo_grande': '', 'credito': '', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2017/02/15/847676/20170215140257678123u.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 15/02/2017 13:31 / atualizado em 15/02/2017 14:06

Agência Estado


São Paulo - O presidente Michel Temer anunciará, nesta quinta-feira, a sanção da Medida Provisória que prevê a reforma do ensino médio, em cerimônia marcada para as 11h, no Palácio do Planalto. A MP 746/2016, que trata do assunto, foi aprovada pelo Senado no último dia 8.

O relator da proposta, senador Pedro Chaves (PSC-MS), disse que, das 566 emendas parlamentares, 148 foram aproveitadas. Alvo de protestos por parte de estudantes e até professores, a proposta estabelece que as escolas possam escolher como vão preencher 40% da carga horária.

Os outros 60% serão compostos por um conteúdo mínimo obrigatório. A MP incentiva a adoção do período integral de ensino e diz que a carga horária deve ser ampliada, progressivamente, até atingir 1,4 mil horas anuais. Atualmente, o total é de 800 horas.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600