SIGA O EM

Instituto Federal lamenta fraude e diz que alunos de curso de cachaça merecem respeito

Hackers invadiram conta do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e mudaram curso de estudantes. Garota que tirou nota máxima na redação foi trocada para curso de cachaça

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 01/02/2017 11:22

Luiz Ribeiro

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Norte de Minas (IFNMG) divulgou nota em seu perfil oficial no Facebook, lamentando a invasão da conta do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do MEC por hackers, que trocaram senhas e mudaram a opção de cursos de alguns candidatos. Uma das vítimas foi a estudante Tereza Gomes, 23 anos, de João Pessoa (PB), que se inscreveu para Medicina e teve a escolha alterada para o curso de Tecnólogo em Produção em Cachaça, oferecido pela instituição no seu campus de Salinas (Norte do estado), conhecida como "capital nacional da cachaça".

O IFNMG, que é sediado em Montes Claros, destaca que "a atitude dos hackers é reprovável" e chama atenção para a importância do curso de Tecnólogo em Produção de Cachaça, ressaltando que é o único da área ministrado por uma instituição pública. "Tanto os alunos quanto o curso Produção de Cachaça merecem o nosso respeito. Para quem não sabe, Salinas é uma cidade do Norte de Minas reconhecida mundialmente pela produção de cachaça, e o curso é o único do país oferecido por instituição pública na área", diz o texto publicado.

A estudante Tereza Gomes foi uma das candidatas ao Sisu que tiraram nota mil na prova de redação do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Na publicação na rede social, o Instituto Federal do Norte Minas cumprimenta a candidata pelo bom desempenho na prova do Enem e aproveita para enaltecer a boa qualidade da aguardente produzida em Salinas, fazendo uma comparação do produto com a nota máxima alcançada pela estudante paraibana na redação do ENEM. "Quem tirou nota mil pode cursar o que quiser. Afinal, quem é nota mil terá sucesso em qualquer área. E a cachaça de Salinas é nota mil", destaca a nota do IFNMG.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600