SIGA O EM

Segundo dia do Enem tem Kombi para ajudar quem perdeu a hora e reunião para 'assistir' aos atrasados

Na PUC e na Faculdade de Medicina da UFMG, dois estudantes foram barrados por esquecer o documento de identificação com foto, obrigatório para a realização do exame

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1084592, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Ramon Lisboa/EM/D.A.Press', 'link': '', 'legenda': 'Um grupo de jovens se mobilizou para ajudar quem perdeu a hora no segundo dia de provas do Enem', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/11/06/821474/20161106134235478086a.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 06/11/2016 13:41 / atualizado em 06/11/2016 15:48

Alessandra Mello , Larissa Ricci , Clarisse Souza

Ramon Lisboa/EM/D.A.Press

Os portões das instituições de ensino que recebem os candidatos para o segundo dia de Enem neste domingo fecharam pontualmente às 13h e alguns estudantes precisaram de muito fôlego para correr até a entrada das escolas e chegar a tempo. Para ajudar aqueles que perderam a hora, um grupo de jovens ligados à igreja católica organizou uma ação batizada de "Operação Atrasados", que disponibilizou uma Kombi para buscar pessoas que chegavam à estação do metrô Gameleira e levá-las até o Campus da PUC Minas no Bairro Coração Eucarístico.

O veículo conseguiu ajudar alguns estudantes que, graças ao transporte, chegaram à universidade minutos antes de os portões serem fechados. Para João Victor, de 21 anos, representante do grupo,a atitude é uma forma de tentar ajudar em um momento de tanta tensão para os candidatos.

Na contramão da ação solidária, outro grupo se aglomerou em frente à entrada principal da PUC para 'assistir' à chegada dos atrasados. Com latas de cerveja nas mãos, eles ficaram na expectativa de presenciar o desespero de quem ficou do lado de fora, mas para a decepção dos jovens, ninguém chegou após as 13h. No local, apenas a estudante Beatriz Rodrigues, de 21 anos, que havia conseguido chegar em tempo hábil, teve de deixar o local de aplicação das provas porque esqueceu o documento de identificação com foto, obrigatório para a realização do exame. "Esqueci a identidade no bolso do short. Mas fazer o que né?", disse a jovem.



O problema se repetiu na Faculdade de Medicina da UFMG, onde também não foi registrada a chegada de atrasados, mas um jovem foi barrado por não portar documento de identificação. Assim como ocorreu na PUC, a pontualidade dos candidatos frustrou um rapaz que aguardava, em frente à instituição de ensino, o momento de filmar a correria de quem perdeu a hora.

E não perca, neste domingo, divulgação do gabarito extraoficial das provas do Enem, em parceria do Portal Uai, Estado de Minas e Chromos

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600