SIGA O EM

Equilíbrio emocional é chave na reta final para as provas do Enem

Em contagem regressiva para provas do fim de semana, especialistas dão dicas para os últimos dias e alertam: é hora de estar ligado, mas sem descuidar do equilíbrio emocional

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1083539, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Ed\xe9sio Ferreira/EM/DA Press', 'link': '', 'legenda': 'Carolina Gomes decidiu dar pausa nos livros para descansar e chegar com tranquilidade ao dia decisivo', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/10/31/819569/20161031073335112752i.jpg', 'alinhamento': 'left', 'descricao': ''}, {'id_foto': 1083540, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Arte EM', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/10/31/819569/20161031073407558217e.jpg', 'alinhamento': 'left', 'descricao': ''}]

postado em 31/10/2016 06:00 / atualizado em 31/10/2016 10:24

Junia Oliveira /

Edésio Ferreira/EM/DA Press
O relógio parece acelerar à medida que o calendário mostra que falta muito pouco para o dia mais esperado por milhões de estudantes do país. Sábado e domingo eles começam uma maratona de 10 horas de provas, como primeiro passo na disputa por uma vaga em uma universidade federal. Na reta final do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), aposte no aprendizado construído em anos de estudos e na preparação feita especialmente para este momento. Desacelere o ritmo e relaxe. As dicas preciosas de educadores incluem ainda refazer a avaliação do ano passado, mas só para quem insistir em não desgrudar dos livros e cadernos. Conhecer o estilo de questões e treinar o tempo de resposta para cada uma é o que se pode fazer agora, a poucos dias do grande teste.


Este ano, o Instituto de Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) recebeu 8,6 milhões de inscrições. Esta edição só perde para 2014 em termos de número de participantes. Naquele ano, houve 8,7 milhões de inscrições confirmadas. Minas Gerais é o segundo estado com o maior número de candidatos (948.545), atrás apenas de São Paulo. Pela primeira vez, todos serão identificados com impressão digital. E todos aqueles que precisarem usar o banheiro serão submetidos ao detector de metais. Em edições anteriores, os fiscalizados eram escolhidos por amostragem.

Diante de tantos desafios, é natural “tremer nas bases”. Mas o professor de matemática do Chromos Guilherme Antônio Lara Camargos adverte: “Não invente ideias mirabolantes a esta altura”. “Alguns alunos resolvem experimentar substâncias às quais não estão acostumados, como calmantes ou energéticos, sem saber como o corpo vai se comportar”, revela. Ele alerta que é importante também não tentar compensar o sentimento de que não aprendeu virando noites às vésperas da prova. “Noites maldormidas são cobradas caro no dia da avaliação, porque diminuem a concentração e a atenção”, diz.

Alimentação adequada, dentro da realidade de cada um, também é importante. Por isso, o professor aconselha evitar exageros. “A ideia é não quebrar a rotina, para que o corpo não sinta as diferenças”, afirma. No dia, ele recomenda levar água, deixando de lado refrigerantes e isotônicos, que não terão refrigeração. Se o aluno quiser, pode ainda levar um chocolate pequeno e não muito doce, segundo Camargos. “Como é uma prova muito extensa, tire cinco minutos para recuperação. Tome uma água, coma um chocolate e passe uma água no rosto para recompor as forças. Mas evite compensar o desespero comendo o tempo todo.”

Para quem não consegue se desligar totalmente, o professor aconselha: mais que estudar matérias, o importante é conhecer o estilo de prova e, assim, fazer exercícios da edição do ano passado. “Não tem sentido correr para estudar agora. É preciso se preparar para tomar a difícil decisão de pular a questão que não se sabe. Ficar mais de três minutos em um item não pode. Se der tempo, o aluno volta a ele. O que gera a boa nota na teoria de resposta ao item (TRI) é o bom desenvolvimento das questões fáceis e médias. A difícil só vale muito para quem acerta essas.”

Diretor do Colégio Arnaldo, Geraldo Junio dos Santos afirma que a prova deste ano deverá ser muito parecida com a de edições anteriores. “Quando a nova diretoria assumiu o Inep este ano, o banco de questões já estava construído. Alguma área do conhecimento deve estar mais complicada, outra menos, mas isso estará calibrado pela TRI”, ressalta. Outro ponto é de fundamental importância, segundo ele: organização com os horários. “Todo ano é um show de candidato chegando atrasado. Apesar do início da prova ser às 13h30, o fechamento dos portões ocorre às 13h”, destaca.

RELAX E se o momento é de relaxar, nada como aliar descontração e bom humor. Sexta-feira, um aulão pela internet promete muita diversão para falar de coisa séria. Às vésperas do Enem, vão entrar em cena os “Fadões do Enem”, um time de professores do Descomplica – plataforma de ensino online voltada para Enem e vestibulares – que se fantasiam especialmente para tratar do tema e que têm movimentado as redes sociais. Eles farão, durante 12 horas, uma revisão para a prova. O Aulão #12hNerds será gratuito e ao vivo, e contará com professores de todas as disciplinas.

Os “fadões” darão dicas de conteúdo e farão análise de questões, com uma programação falando a língua dos jovens, sem abrir mão da diversão. Ano passado, o aulão mobilizou cerca de 1 milhão de estudantes. O evento contará também com a participação do psicólogo Paulo Gilberto, que falará de técnicas de relaxamento e equilíbrio emocional. O gerente pedagógico do Descomplica, Maurício Martins, afirma que, nos momentos que antecedem a prova, muitos estudantes estão com a adrenalina nas alturas. Por isso, é preciso unir domínio de conteúdo e dicas de equilíbrio emocional. “O momento é de concentração total, superação e, ao mesmo tempo, de relaxamento”, diz.

Arte EM
Aluna do 3º ano do ensino médio do Colégio Santo Agostinho Contagem, na Grande BH, Carolina Rodel Souza Gomes, de 18 anos, já entrou no modo “relaxar”. Esta semana, a escola terá uma série aulões para abordar pontos que não podem ser esquecidos, mas ela já decidiu: vai ao colégio em apenas dois dias. Nos outros, vai ficar em casa, descansando. “Quando vai chegando perto e você vê que seu ano está se concretizando, tudo fica bem melhor. É preciso ficar calma, porque, se for com o lado psicológico comprometido para a prova, a chance de perder seu investimento é muito maior”, diz. Ela conta que está tranquila, se alimentando bem e dormindo mais, pois resolveu priorizar o sono. “Agora não dá mais tempo. O que tinha que aprender, já aprendi.”

"E não perca, no sábado e no domingo, divulgação do gabarito extra-oficial das provas do Enem, em parceria do Portal Uai, Estado de Minas e Chromos"

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600