SIGA O EM

'Enem é mais importante do que o Pokémon Go', afirma MEC em postagem

O Ministério da Educação aproveitou a popularidade do jogo para brincar com o assunto e alertar os estudantes para não perderem o foco

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1062979, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Reprodu\xe7\xe3o/Facebook ', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/08/04/791079/20160804161817768491e.JPEG', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 04/08/2016 15:25 / atualizado em 04/08/2016 16:22

Marcelo Ernesto

Reprodução/Facebook

A verdade é: não se fala em outra coisa, desde que foi lançado na noite dessa quarta-feira o jogo Pokémon Go. Aproveitando a popularidade do game, principalmente entre os mais jovens, o Ministério da Educação (MEC) decidiu entrar na onda e brincar com o assunto.

Em postagem no Facebook, o MEC informa que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deve ser priorizado na rotina de quem pretende fazer a prova. “O Ministério da Educação adverte: O Enem é mais importante do que o Pokémon Go." 

O perfil da pasta ainda ressalta que o conhecimento é o que vai auxiliar no momento de realizar o exame. “Quem captura conhecimento e treina tudo que aprendeu vence a batalha mais sonhada: passar no Enem. E aí, qual a sua escolha? Não deixe que o seu adversário seja você mesmo. Queremos ver o seu sucesso!”, postou.

O Enem será realizado nos dias 5 e 6 de novembro.

Pokémon Go, inspirado no desenho animado de mesmo nome, gerou ansiedade de fãs, com espera de mais de um mês entre o lançamento internacional e o definitivo acionamento dos servidores brasileiros. O aplicativo populariza de vez a chamada realidade aumentada. A técnica faz a integração entre os mundos real e virtual, por exemplo, por meio de uma câmera.

Assim, ao apontar o telefone para os locais que realmente existem, aparecem na tela, sobrepostos à imagem do cenário, os personagens do jogo – que só existem nesse ambiente virtual. A graça, no caso, está em colecionar os bichos. O jogo funciona em tablets e smartphones que rodam os sistemas iOS e Android.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Carlos
Carlos - 04 de Agosto às 17:01
Mais uma anestesia NA POPULAÇÃO. Inútil e imbecil.