SIGA O EM

Mais de 800 candidatos realizam teste para cursinho Pré-Enem na UFMG

Dos 820 candidatos que participaram do processo seletivo ontem, 360 serão selecionados para uma entrevista presencial. Desses, apenas 90 farão o cursinho

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 988796, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Rodrigo Clemente/EM/DA Press', 'link': '', 'legenda': 'Alunos fizeram testes para concorrer a uma das 90 vagas do cursinho de prepara\xe7\xe3o oferecido pela UFMG', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/01/11/723835/20160111075050765456a.jpg', 'alinhamento': 'left', 'descricao': ''}, {'id_foto': 988797, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Rodrigo Clemente/EM/DA Press', 'link': '', 'legenda': 'Camila Alves se candidatou ao programa, de olho no curso de psicologia', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/01/11/723835/20160111075302798006e.jpg', 'alinhamento': 'left', 'descricao': ''}]

postado em 11/01/2016 06:00 / atualizado em 11/01/2016 07:53

Pedro Ferreira

Rodrigo Clemente/EM/DA Press

A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) recebeu ontem 820 candidatos que fizeram uma espécie de vestibular concorrendo a 90 vagas ao Pré-Enem, um cursinho que prepara estudantes de graça para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O Projeto de extensão Equalizar conta com o apoio voluntário de alunos da graduação da instituição.

Camila Alves, de 17 anos, faz o segundo ano do ensino médio na Escola Estadual Carlos Góes, no Bairro Boa Vista, Região Leste da capital, e espera ser aprovada para o cursinho. “É a minha oportunidade de passar no Enem e atingir o meu objetivo, que é me formar em psicologia”, disse a estuante, que ficou sabendo da existência do Pré-Enem há um mês e se candidatou. “Moro com a minha mãe e ela não tem condições de pagar um pré-vestibular para mim”, disse a jovem, que achou difícil a prova de matemática.

A diarista Selídia Maria de Oliveira, de 47, foi à UFMG acompanhando a filha Beatriz Fernandes Campos, de 18, que cursa o terceiro ano do ensino médio. “A Bia ficou sabendo desse projeto e me contou. Fiquei muito feliz, pois não tenho condições de pagar um cursinho para ela. O sonho dela é fazer direito e fiz questão de acompanhá-la para dar uma força. O sonho dela é o meu sonho também”, disse a mãe, emocionada.

Dos 820 candidatos que participaram do processo seletivo ontem, 360 serão selecionados para uma entrevista presencial. Desses, apenas 90 farão o cursinho. No ano passado, a concorrência foi maior, com 2,9 mil candidatos. O número de alunos é reduzido para garantir o padrão de qualidade, segundo o projeto.

Rodrigo Clemente/EM/DA Press
De acordo com o edital do Pré-Enem 2016, o candidato preenche um questionário on-line de análise socioeconômica e também faz a inscrição pela internet, por meio de formulário disponível na página da Fundação Christiano Ottoni. A prova de conteúdo foi realizada ontem na Escola de Engenharia da UFMG, no câmpus da Pampulha.

Na entrevista presencial, o candidato aprovado no teste de ontem deverá comprovar as declarações do questionário socioeconômico e falar sobre a sua motivação em participar do Equalizar. As entrevistas serão ainda este mês e também em fevereiro, conforme o edital. O resultado deve sair em 13 de fevereiro.

Quem for aprovado deve se matricular presencialmente entre 15 e 20 de fevereiro. O local e horário serão comunicados por e-mail. A única despesa do aprovado será uma taxa de R$ 30, que garante ao aluno o curso completo até o dia do Enem.

O Equalizar oferece também cursinho preparatório de graça para o Ensino Técnico (Cefet/Coltec). O edital é diferente e as inscrições foram abertas em 9 de dezembro e vão até 16 de janeiro. A data da prova está prevista para 24 de janeiro, mas pode ser mudada. O Pré-Técnico oferece apenas 40 vagas, sendo 30 destinadas a alunos do nono ano do ensino fundamental de escolas públicas municipais e estaduais e 10 vagas para alunos do primeiro grau. O cursinho é destinado à população de baixa renda da Região Metropolitana de Belo Horizonte.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600