SIGA O EM

Como fazer a escolha ideal de sua pós-graduação

Engenheiro mecânico diz que a opção depende dos objetivos do profissional, como seguir ou não uma carreira acadêmica

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 17/10/2015 06:00 / atualizado em 14/10/2015 19:15

Ludymilla Sá /Estado de Minas

Beto Novaes/EM/D.A Press

MBA, mestrado, doutorado, especialização. Não faltam opções para quem está pensando em fazer uma pós-graduação. Mas como saber qual delas é a mais indicada para a sua carreira? É difícil se orientar com tantas opções de cursos e qualificações disponíveis no mercado. Mas quem já passou pela experiência afirma que o curso ideal é aquele que complementa a visão generalista do profissional com conhecimentos técnicos e vice-versa, seja ele presencial ou a distância.

Não há momento ideal para iniciar um curso de pós-graduação, na opinião do engenheiro mecânico Ludwig Dias. Para o profissional, tudo depende de objetivos. “Se o alvo é seguir uma carreira acadêmica, obviamente a pessoa deve optar por um mestrado e, depois, um doutorado. Mas deveria entrar primeiro no mercado de trabalho para definir com mais clareza o tema de sua pesquisa. Logo quando terminamos a graduação, nos vemos em um mercado muito competitivo e uma especialização nessa hora poderá fazer diferença na busca de um emprego. Por outro lado, conhecer o mercado de trabalho é muito importante para a escolha da especialização, de preferência algo que possa dar continuidade aos conhecimentos adquiridos na graduação ou um tema genérico, que abranja várias profissões, como o curso que escolhi, que é MBA internacional em gerenciamento de projetos.”

Ludwig é engenheiro de manutenção da Azul Linhas Aéreas. Trabalha na empresa de aviação durante todo o dia e leciona à noite no Centro Universitário UNA. Mesmo ocupado diariamente nos três turnos, matriculou-se em um curso de pós-graduação com aulas presenciais aos sábados na Fundação Getulio Vargas (FGV). “Foi possível conciliar trabalho e estudo, porque optei por fazer uma especialização aos sábados com aulas quinzenais. Assim, não comprometeu tanto o meu tempo profissional. O ruim disso tudo é ter pouco tempo para me dedicar à família e ao social, mas, como na vida tudo tem o seu preço, no final sempre vale a pena o sacrifício”, avalia.

Docente no Centro Universitário de Belo Horizonte (UNI-BH), a administradora Alessandra Lopes optou por uma pós-graduação a distância de gestão de pessoas. “Optei por ser mais viável, e, como dou aula a distância também, queria ter experiência e mais propriedade para falar com meus alunos, saber como funciona de fato. Além disso, tem inúmeras vantagens, como economia de tempo, dinheiro e você pode acessar de onde estiver. É maleável, mas requer, ao mesmo tempo, muita disciplina.”

TRADUÇÃO PARA O INGLÊS

Nowadays you have MBAs, Master´s Programs, PhDs and specializations. Options abound for those who are thinking of achieving a graduate degree. But how do you know which one is best suited for your career? It's difficult to decide which direction in which to go with so many choices of courses and qualifications that are available. But those who have been through the experience say that the ideal course is the one that complements the global perspective of the professional with technical knowledge and vice versa, whether in face to face classes or on-line courses.

There is no ideal time to start a graduate course, according to the mechanical engineer Ludwig Dias. He says it all depends on the goals. “If the aim is to pursue an academic career, it is obvious that the person should opt for a master's degree and then a doctorate. But they should first start working to better define the subject of their research. As soon as we graduate, we find ourselves in a very competitive market and a specialization at this time can make a difference in finding a job. On the other hand, becoming familiar with the job market is very important when choosing a specialization. It should preferably be something that can further the acquisition of knowledge which began with a generalized perspective or a generic theme, that covers various professional possibilities, just like the course I have chosen, which is an international MBA in project management.”

Ludwig is a maintenance engineer at Azul Linhas Aéreas (a Brazilian Airline Company). It is a nine to five job and at night he teaches at UNA, a private college. Even though he has a very busy day, working all three shifts, he enrolled in a postgraduate course with regular classes on Saturdays at the Getulio Vargas Foundation (FGV). “It was possible to combine work and study because I chose to do a specialization on Saturdays with biweekly classes. This way it did not compromise my professional time so much. The downside of all this is that I have very little time to devote to myself and to my family, not to mention any sort of social life. But, since everything in life has its price, the sacrifice is always worth it in the end,” he says.

Alessandra Lopes is a professor at UNI-BH, another college in Belo Horizonte, Minas Gerais. She chose an online course related to human resources management. “I made this choice because it is much more viable, and, since I teach online too, I wanted to experience these classes in order to understand my students better and so I could have a better understanding of how this professional area functions. Moreover, this format has numerous advantages such as saving time and money as well as the fact that you can access classes wherever you are. It is malleable, but at the same time, it requires a lot of discipline.”
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600