SIGA O EM

Enem: 64% já acessaram local de prova; faltam ainda 2,8 milhões

Neste ano, o acesso é exclusivamente na internet. As provas serão nos dias 24 e 25 deste mês

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 13/10/2015 16:50 / atualizado em 13/10/2015 16:57

Guilherrme Bergamini/ALMG
Cerca de 64% dos inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já sabem o local de prova. De acordo com balanço divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), até as 12h de hoje (13), 4.940.458 de candidatos acessaram o cartão de confirmação na página do Enem.

Neste ano, o acesso é exclusivamente na internet. Cerca de 2,8 milhões de candidatos ainda não enraranm na página. As provas serão nos dias 24 e 25 deste mês. Os portões serão abertos ao meio-dia e fechados às 13h, no horário de Brasília. O Inep recomenda ao estudante que vá até o local da prova dias antes do exame, para conhecer o trajeto e evitar imprevistos.

Além do local de prova, o cartão contém o número de inscrição, a data e o horário das provas, a opção de língua estrangeira e solicitação de certificação do ensino médio, se for o caso, além da indicação de atendimento especializado ou específico, se tiver sido pedido pelo candidato. Se houver alguma infomação errada, o estudante deve procurar a Central de Atendimento, pelo telefone 0800-616161.

Para ter acesso aos dados, o participante deve informar o número do CPF e a senha, que é a mesma criada no momento da inscrição. Caso o estudante tenha esquecido a senha, pode recuperá-la por e-mail ou por mensagem SMS no celular.O cartão pode ser salvo, em formato PDF, na máquina do estudante, mas a recomendação do Inep é que ele imprima e leve para o local de prova.

Para ajudar estudantes a se preparar para os exames, a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) preparou o aplicativo Questões Enem, que reúne todas as questões da prova, desde a edição de 2009. No sistema, é possível escolher as áreas do conhecimento que se quer estudar. O acesso é gratuito.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600