SIGA O EM

Dilma estuda abrir novos contratos do Fies no segundo semestre

Em 30 de abril ocorreu o fechamento do sistema eletrônico para novos contratos do Fies. Com isso, cerca de 178 mil estudantes que deram início ao processo e não o concluíram até o último dia do mês passado ficam sem direito ao benefício

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/05/2015 08:05 / atualizado em 20/05/2015 08:55

Agência Brasil

A presidenta Dilma Rousseff (PT) estuda a possibilidade de abrir novos contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) este ano. A intenção foi manifestada à presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), Vic Barros, durante encontro com Dilma esta noite no Palácio do Planalto. Segundo Vic, a presidenta afirmou que “o governo está estudando a possibilidade de abrir novos contratos” no segundo semestre de 2015.

“Nós colocamos que não aceitamos nenhum tipo de restrição ao Fies e que a diminuição dos novos contratos este ano em relação ao ano passado precisa ser algo superado pelo governo. Queremos aprimorar o programa de fato, porque carece de aprimoramentos, mas não aceitamos nenhuma restrição no número de bolsas oferecidas em relação aos anos anteriores”, afirmou.

No início do mês, o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, disse que não há dinheiro para a assinatura de novos contratos este semestre. Este ano, as normas do programa foram alteradas no sentido de aumentar o rigor da seleção dos candidatos e das universidades escolhidas pelo MEC. De acordo com a presidenta da UNE, a organização estudantil concorda com as medidas que o governo federal vem implementando quanto ao controle das mensalidades e da qualidade dos cursos.

“Achamos que o Fies precisa ser ampliado no nosso país e que no segundo semestre possam ser abertos novos contratos. Além disso, [o governo precisa] assegurar neste semestre que todos os estudantes que já têm Fies tenham seu contrato auditado. É fundamental que ela [Dilma] siga essa política de expansão porque muita gente depende disso para continuar na universidade”, declarou.

178 mil de fora
Uma decisão da Justiça federal em recurso proposto pelo MEC deixou quase 180 mil brasileiros mais longe de um diploma de ensino superior. O Tribunal Regional Federal da Primeira Região derrubou liminar obtida no Mato Grosso do Sul e manteve em 30 de abril a data de fechamento do sistema eletrônico para novos contratos do Fies. Com isso, cerca de 178 mil estudantes que deram início ao processo e não o concluíram até o último dia do mês passado ficaram sem direito ao benefício. Em Minas Gerais, há exemplos de alunos que, sem o Fies, abandonaram a faculdade, por não terem condições de arcar com os valores das mensalidades.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600