SIGA O EM

Praticar esportes ajuda a concentrar nos estudos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 24/01/2015 10:06

Augusto Pio /Estado de Minas

Além de saudável, a prática de esportes é muito importante para melhorar a concentração e aliviar o estresse, a trabalhar em equipe, a ser pontual e a conviver com os colegas. Porém, é preciso saber conciliar os estudos com o esporte para não correr o risco de ir mal na escola. Parece ser uma tarefa fácil, mas muitos estudantes reclamam do problema. Não é o caso do jogador de basquete Gabriel Dias Moreira, de 16 anos, integrante da equipe do Colégio Santo Agostinho e aluno do 3º ano do ensino médio. “Jogo basquete desde 2007 e participo de vários torneios. O basquete é um esporte em equipe e isso contribui para o aprendizado do aluno. Ele também nos ajuda a relaxar para as provas da escola e do Enem.”

Para o professor de educação física do Colégio Santo Antônio (CSA) Robson Reinaldo de Almeida, a atividade física é benéfica não só por questões de saúde, mas também por favorecer as relações sociais e afetivas. Ele explica que, no CSA, os esportes são desenvolvidos da mesma forma que dança, jogos e brincadeiras, lutas e ginástica. “Contudo, em horários extracurriculares, temos treinamento das equipes esportivas. Os testes são aplicados no início de cada ano, todos os alunos têm o direito de se inscrever para participar e, se forem selecionados, passam a integrar as equipes da escola. Aquele aluno que tem talento para os esportes deve estudar ainda mais que os colegas, porque, caso contrário, na época das competições, se ele estiver mal nas notas, provavelmente os pais não deixarão que eles disputem os campeonatos.”

Caio Henrique Ferreira Barbosa, de 17, é aluno do segundo ano do ensino médio no Colégio Magnum. Ele faz parte da equipe de futsal da escola e ressalta que não é difícil conciliar o futebol com os estudos. “Estudo de manhã e às vezes tenho aulas à noite. Como os treinos e jogos são à noite, não vejo problema, pelo contrário. O futebol me tornou mais disciplinado, mais pontual, me ensinou a saber trabalhar em equipe e conviver com outras pessoas.”
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600