SIGA O EM

Provas do Enem começam hoje com reforço na segurança para evitar fraude

Pela primeira vez serão usados detectores de metais para verificar se candidato está com celulares ou equipamentos eletrônicos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/11/2014 06:00 / atualizado em 08/11/2014 19:02

Estado de Minas

Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press 26/10/13
O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) este ano terá um reforço a mais na segurança. Na edição deste ano, o Ministério da Educação adotou o uso de detectores de metais, que serão usados por fiscais de prova, a qualquer tempo, para verificar se o candidato está portando equipamentos como celulares e outros eletrônicos. A expectativa é que sejam utilizados 18 mil detectores de metais portáteis para tentar combater qualquer tentativa de fraude nas provas de hoje e de amanhã. “Vamos usar muito rigor", disse o ministro da Educação, Henrique Paim, em entrevista coletiva concedida ontem em Brasília.

O uso do celular em local de aplicação do Enem 2014 será motivo para desclassificação do estudante, a exemplo do que ocorreu no ano passado. Em 2013, 47 estudantes foram eliminados por postar foto em rede social na sala de aula. "O mesmo processo que fizemos ano passado faremos com mais rigor ainda. Qualquer perturbação, mesmo que não seja tentativa de fraude, será coibida", afirmou Paim. "Ele (candidato) será excluído. Não pode usar celular dentro da sala de aplicação", reforçou o presidente do Inep (órgão responsável pelo Enem), Chico Soares.

Soares lembrou ainda que eletrônicos em geral, como calculadoras, agendas, tablets e celulares, estão proibidos. "Temos detectores de metais em vários locais de prova. E o edital diz que se pode fazer isso (revista eletrônica) em qualquer momento. Estamos com esquema suficiente sólido para coibir isso", disse. O MEC reafirmou os critérios de eliminação do candidato e pediu atenção aos estudantes. É proibido, por exemplo, fazer qualquer consulta ou comunicação com outro participante ou utilizar óculos escuros e artigos de chapelaria.

Segundo o ministro, o Enem 2014 teve um custo médio de R$ 52 por aluno – aqui já descontado o valor arrecadado com a taxa de inscritos pagantes (R$ 35). Assim, a despesa total é de R$ 453,5 milhões. Com um número recorde de 8,7 milhões de inscritos, o Enem 2014 será aplicado amanhã em 1.752 municípios do país e envolve um contingente de quase 917 mil pessoas, entre fiscais, chefes de sala e coordenadores, seguranças, funcionários de gráfica e Forças Armadas.

MINAS Em Minas Gerais, são 980 mil inscritos, o segundo maior polo de participantes do país, atrás apenas de São Paulo. As provas começam a ser aplicadas em todo o Brasil hoje, às 13h (horário de Brasília). Para evitar dor de cabeça, o Ministério da Educação (MEC) recomenda aos candidatos que cheguem ao local de provas às 12h. Hoje, serão aplicadas questões de ciências da natureza e humanas. Amanhã, as provas são de linguagem e matemática, além de redação. A edição nacional deste fim de semana corresponde a um aumento de 21,6% na comparação ao Enem 2013 (7,1 milhões). O resultado deve ser divulgado no início de janeiro.

No Enem 2014, há previsão de atendimento especializado de 57,8 mil candidatos – entre estudantes com autismo, déficit de atenção e baixa visão, por exemplo. Além disso, 95 candidatos solicitaram uso de nome social. Entre os inscritos, estão ainda 9,2 mil gestantes, 13,8 mil lactantes e 1,3 mil idosos.

Operação de trânsito

Em Belo Horizonte, a BHTrans vai reforçar o quadro de horários das linhas do Move e de ônibus convencionais que atendem aos locais de provas do Enem. A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) é o maior deles. Na página da empresa (www.bhtrans.pbh.gov.br) e pelo telefone 156 é possível saber qual linha atende cada instituição de ensino onde o exame será aplicado. Também haverá agentes de trânsito no entorno das instituições e nos corredores de acesso. Operações especiais serão montadas nos lugares que recebem grande número de candidatos, como UFMG, PUC Coração Eucarístico, PUC São Gabriel, UNI-BH (câmpus Estoril), Newton Paiva (Buritis e Carlos Luz), Pitágoras (Cidade Jardim) e UNA (Raja Gabaglia).

AS PROVAS

Hoje:
• Ciências humanas e ciências da natureza
Tempo para a prova: 4 horas e meia

Amanhã:
• Linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e matemática
Tempo para a prova: 5 horas e meia

A saída dos locais de provas será autorizada depois de duas horas do início do exame.
Só podem levar os cadernos de provas para casa candidatos que esperarem até
30 minutos antes do término da prova

O QUE LEVAR

• Só pode ser usada caneta esferográfica de tinta preta, em material transparente
• Documento de identificação original com foto
• Cartão de confirmação da inscrição
• Alimentos

FONTE: Ministério da Educação
Tags: enem2014
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.