SIGA O EM

UFMG está entre as mil melhores do mundo

Universidade é a única do estado em ranking internacional, liderado pela norte-americana Harvard e, no Brasil, pela USP

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 31/07/2014 06:00 / atualizado em 31/07/2014 07:40

Rio de Janeiro – A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) é a única mineira a aparecer no ranking 2014 das melhores universidades do mundo, divulgado pela consultoria internacional Center for World Universities Ranking (CWUR). O levantamento listou as mil melhores instituições de ensino superior no mundo, segundo padrões de qualidade de ensino, pesquisa e estrutura.

O Brasil tem 18 instituições classificadas entre as melhores do mundo, todas após a 100ª posição. No topo da tabela, sem novidades. A mais bem posicionada universidade do Brasil ainda é a Universidade de São Paulo (USP), que aparece no 131º lugar no ranking mundial, com nota 49,82. A segunda colocada, a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), aparece na 329ª posição (nota 46,08), seguida pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), na 437ª posição e nota 45,39. Em levantamentos anteriores da CWUR e de outras consultorias, a instituição de Campinas aparecia à frente da carioca. A UFMG ficou em 496º lugar, com nota 45,14.

Já das 10 melhores em todo o mundo, oito são dos Estados Unidos. O ranking é liderado pela Universidade de Harvard, com nota 100, seguido pela Universidade de Stanford e pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT). As universidades inglesas de Cambridge e de Oxford completam a lista das cinco primeiras.

O país com o maior número de instituições no ranking são os Estados Unidos, com 229 universidades, seguido de China (84), Japão (74), Reino Unido (64), Alemanha (55), França (50) e Itália (47). O Brasil aparece em 13º em número de faculdades na lista.

Para compor o ranking, a CWUR levou em conta oito critérios: grau de empregabilidade dos ex-alunos (como o número de presidentes de grandes empresas que frequentaram a instituição), prêmios recebidos por ex-alunos e professores, qualidade do ensino, número de estudos publicados, grau de influência no mundo acadêmico, citações da universidade em outros trabalhos, impacto geral da universidade no mundo, número de patentes criadas a partir de estudos da universidade. O peso dos dois primeiros itens responde por 75% da nota.
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.