SIGA O EM

Candidato travesti ou transexual poderá usar nome social no Enem 2014

No exame do ano passado participantes relataram dificuldade para fazer a prova por usarem nome diferente do registrado na Carteira de Identidade

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/05/2014 15:32 / atualizado em 12/05/2014 15:44

Correio Braziliense

Este ano, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) aceitará a inscrição de participante travesti ou transexual com o nome social, em vez do registrado na Carteira de Identidade. A possibilidade, apesar de não estar incluída no edital da prova, foi colocada no site do Enem 2014, no campo que responde as principais dúvidas dos candidatos. O participante que optar por ser identificado pelo nome social deverá fazer a solicitação pelo telefone 0800-616161, durante o período de inscrições.

A orientação do site é a seguinte: "O participante travesti ou transexual que desejar ser identificado por nome social nos dias e locais de realização do exame deve fazer essa solicitação pelo telefone 0800-616161, até o final do período de inscrição".

Na última edição do Enem, alguns candidatos que usaram o nome social diferente do que aparece no documento de identidade reclamaram que tiveram que passar por constrangimento e longo processo de conferência de dados antes de fazerem as provas.

Reprodução/inep.gov.br

Novidades


Outra novidade anunciada pelo Ministério da Educação na última semana é a possibilidade de os fiscais usarem dectores de metais durante a prova, em qualquer momento e em qualquer candidato, a menos que tenha uma justificativa para não passar pelo procedimento de segurança.

Além de evitar o uso de aparelhos eletrônicos, essa é mais uma tentativa de coibir a postagem de imagens da prova em redes sociais, o que eliminou diversos candidatos nas últimas edições da prova.

Inscrições

A prova do Enem 2014 será aplicada em 8 e 9 de novembro. As inscrições começaram nesta segunda-feira (12) e vão até 23 de maio. Os estudantes devem fazer o cadastro pelo site enem.inep.gov.br. O edital foi divulgado na última sexta-feira (9).

A previsão é de que 8,2 milhões de pessoas se inscrevam - no ano passado foram 7,2 milhões. O valor da taxa é de R$ 35. Alunos de rede pública e pessoas com renda familiar de até 1,5 salário mínimo são isentos. O prazo para o pagamento termina em 28 de maio.

Para a edição deste ano, serão impressas 15,9 milhões de provas, incluindo as ampliadas, para ledores e em braile, para os candidatos com deficiência visual. As provas serão aplicadas em 1.661 municípios, totalizando 16.355 locais de prova. No total, 688.807 mil pessoas vão trabalhar nos dois dias, entre coordenadores, chefes de salas, fiscais e apoio.

No primeiro dia de provas cairão questões ciências humanas e ciências da natureza e prova vai das 13h às 17h30, no horário de Brasília. No segundo dia, serão os itens de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e matemática, das 13h às 18h30.

Em 2013, cerca de 5 milhões de estudantes prestaram a prova, que é critério de seleção para participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e para a obter bolsas de intercâmbio pelo Programa Ciência sem Fronteiras. A nota pode ser usada ainda para concorrer a bolsas de estudo em instituições de ensino superior particulares, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni).

Além disso, o nota do Enem é pré-requisito para participar do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e do Sistema de Seleção Unificada do Ensino Técnico e Profissional (Sisutec), que destinam vagas em instituições públicas de ensino superior e técnico, respectivamente.
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.