SIGA O EM

Abertas inscrições para revalidação de diplomas na UFMG

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/03/2014 10:57 / atualizado em 19/03/2014 10:59

Estado de Minas

Interessados em revalidar diplomas obtidos em outros países têm até o dia 10 de abril para se inscrever no processo de revalidação de diplomas estrangeiros da UFMG. O processo é aberto a todas as áreas de conhecimento e, tradicionalmente, o curso de Medicina é o mais procurado pelos interessados. No ano de 2013, foram 1.036 inscritos para a revalidação de diploma de médico, sendo que 80 foram aprovados, o equivalente a 7,7% do total. A demanda foi bem maior que em 2012, quando 292 se inscreveram e 51 foram revalidados.

De acordo com o presidente da Comissão Permanente de Diploma Médico Obtido no Estrangeiro da UFMG, André Cabral, o número de inscritos vem crescendo exponencialmente a cada ano, em razão do número baixo de candidatos aprovados. A prova é realizada em duas etapas: prova teórica, com questões abertas e de múltipla escolha, e prova prática. A avaliação contém questões das cinco áreas básicas da Medicina: pediatria, clínica, ginecologia, cirurgia e saúde coletiva. Segundo André Cabral, a prova exige as competências básicas e essenciais de uma pessoa que está se formando.

A mesma avaliação da revalidação de diploma foi aplicada aos estudantes do último período do curso de Medicina da UFMG. De acordo com André Cabral, todos os alunos da Universidade seriam aprovados na prova, o que mostra equilíbrio na qualidade das provas.

Em média, 60% dos diplomas estrangeiros são de brasileiros que foram estudar no exterior. Em 2013, a revalidação da UFMG foi procurada por pessoas que residem em todos os estados da Federação. Destacam-se os estados de São Paulo com 26%, Acre com 7%, Mato Grosso do Sul com 7% e Minas Gerais com 6%.

Entre as pessoas inscritas em 2013, 55% eram do sexo masculino e 45% feminino. Entre os aprovados, 62% eram do sexo masculino e 58% do sexo feminino. Os países de origem dos diplomas com o maior número de inscritos foram Bolívia, Cuba, Paraguai, Argentina e Peru.

O país de origem dos diplomas dos requerentes com melhor desempenho médio foi a Argentina (59% na prova de múltipla escolha e 50% na aberta). Já a média da Bolívia, país com o maior número de inscritos, foi de 40%.
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.