SIGA O EM

Dilma usa Twitter para falar sobre o sucesso do Sisu

Presidente está gripada e, por isso cumpre agenda no Palácio do Planalto nesta terça-feira

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/01/2014 14:12 / atualizado em 07/01/2014 14:15

Agência Brasil

Cumprindo agenda no Palácio da Alvorada devido a uma gripe, a presidenta Dilma Rousseff escreveu em sua conta no Twitter que o sucesso do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) mostra que os brasileiros veem a educação como um passaporte para o futuro. Ela ressaltou que, no início do dia já haviam sido registrados mais de 1,4 milhão de inscritos. No início da tarde, o número subiu para 1,5 milhão. "O sucesso do #Sisu mostra que, como nós, mais e mais brasileiros acreditam que a #educação é nosso passaporte para o futuro", escreveu Dilma sobre o sistema que seleciona estudantes com base nas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio [Enem]. Só pode se inscrever o estudante que participou da edição de 2013 do exame. "Batemos recorde neste #Sisu: serão mais de 171,4 mil vagas oferecidas por universidades federais, estaduais e institutos tecnológicos federais", escreveu Dilma, ressaltando o aumento de quase 60% nas vagas oferecidas para o curso de medicina, passando de 1.830 para 2.925 vagas, além da ampliação do número de cursos. "Ampliamos as opções para jovens que querem entrar na universidade. O número de cursos que ofertam vagas pelo #Sisu aumentou de 3.752 [em 2013] para 4.723 em 2014". No Twitter, Dilma lembrou aos estudantes que as inscrições para o Sisu vão até as 23h59 de sexta-feira (10). "Quem não conseguir vaga pelo #Sisu terá nova chance com #ProUni [Programa Universidade para Todos] ou #Fies [Fundo de Financiamento Estudantil]", acrescentou. Hoje pela manhã, a presidenta recebeu os ministros da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, e dos Transportes, César Borges, além do advogado-geral da União (AGU), Luís Inácio Adams. Não há previsão de agenda para a tarde.
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.