17°/ 29°
Belo Horizonte,
23/OUT/2014
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

"Viver em rede no século 21" é tema da redação do Enem A prova propõe uma discussão sobre os limites entre o público e o privado

Luana Cruz -

Glória Tupinambás -

Publicação: 23/10/2011 15:17 Atualização: 23/10/2011 17:35

Candidatos no início das provas na PUC Minas em Belo Horizonte (Jair Amaral/EM DA Press)
Candidatos no início das provas na PUC Minas em Belo Horizonte

O tema do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2011 está relacionado com a vida moderna e com o uso da internet. Muitos estudantes e professores já esperavam o assunto ligado à tecnologia e uso de redes sociais, portanto, não foram surpreendidos pelo tópico “Viver em rede no século 21: os limites entre o público e o privado”. A informação sobre o tema foi confirmada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e derruba boatos de que a prova cobraria dos candidatos um relato sobre povo indígena e Justiça brasileira. Os textos de apoio indicavam aos estudantes que ele deveriam escrever sobre Twitter e Facebook e como as pessoas se relacionam nesta plataforma.



Candidatos gostam do tema

Os primeiros alunos que deixaram a prova do Enem 2011 em Belo Horizonte acharam a redação fácil, com argumentação tranquilo para quem está ligado nas atualidades. O estudante Roger Barakat, 19 anos, fez a prova no Colégio Marconi, na Região Oeste de Belo Horizonte. Ele está confiante e comemorou a tranquilidade da prova que correu sem incidentes. “O tema da redação era bom, atual, fácil de desenvolver. A matemática foi mais fácil que o ano passado, mas de maneira geral a prova é grande, cansativa, tem muito texto e informações desnecessárias”, conclui o candidato.

Para a prova de redação

A redação deve ser um texto dissertativo-argumentativo de no máximo 30 linhas, desenvolvido a partir de uma situação problema e de subsídios oferecidos para uma reflexão escrita sobre um tema político, social ou cultural.

O que leva a zerar a redação

Não atender a proposta solicitada ou desenvolver outra estrutura textual que não seja a do tipo dissertativo-argumentativo, o que configurará “fuga ao tema/não atendimento ao tipo textual”.

Entregar a folha de redação sem texto escrito, o que é considerado “Em branco”.

Escrever até sete linhas, qualquer que seja o conteúdo, o que configura “texto insuficiente”.

Linhas com cópia dos textos motivadores apresentados no caderno de questões são desconsideradas para efeito de correção e de contagem do mínimo de linhas.

Apresentar impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação.

(Com agências)

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Marcio Correa Filho
nossa que pessima escolha... Tanto tema interessante e útil foi escolher uma coisa tão fútil e fora de contexto!!! É uma pena quem escolhe ter o direito de fazer escolhas pessoais di jeito que quer... Que perda de tempo... | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.