SIGA O EM

Irmão do goleiro Bruno é preso por suspeita de estupro

Esta é a segunda vez que ele responde pelo mesmo crime

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 586330, 'arquivo_grande': None, 'credito': 'Reprodu\xe7\xe3o / Youtube', 'link': '', 'legenda': 'Rodrigo Fernandes das Dores de Souza \xe9 suspeito de abusar de uma jovem de 18 anos no Piau\xed', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2013/09/12/448466/20130912175147904594a.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': None}]

postado em 12/09/2013 17:50

Alessandra Alves

Reprodução / Youtube
Rodrigo Fernandes das Dores de Souza foi preso na noite da última quarta-feira, suspeito de abusar sexualmente de uma jovem de 18 anos, em Teresina-PI. Rodrigo é irmão do ex-goleiro do Flamengo, Bruno, condenado em março deste ano a mais de 20 anos de prisão pelo sequestro e assassinato de Eliza Samúdio. De acordo com a Polícia Militar do Piauí, o suspeito conhecia a vítima e planejava, já há algum tempo, os detalhes do crime. Ele teria prometido à jovem, que trabalha como vendedora ambulante, um emprego em um supermercado da capital. Rodrigo ofereceu para levá-la à empresa e apresentá-la ao gerente. Foi então que, durante o percurso, alterou o trajeto e se dirigiu ao bairro Gurupi, uma região afastada da cidade, onde ocorreu o crime. A vítima afirmou à polícia que foi ameaçada diversas vezes com um arma e que só depois de ser abandonada conseguiu pedir ajuda a um homem, que a levou para casa. Em seguida, a jovem compareceu à delegacia para prestar queixa de estupro e realizar o exame de corpo delito. O exame comprovou as lesões e revelou que a vítima era virgem. Rodrigo foi encontrado por uma ação da Força Tática do 1º Batalhão da PM, que descobriu onde ele trabalhava e efetuou a prisão. Segundo a PM, esta não é a primeira vez que o suspeito se envolve em denúncias de estupro. Ele responde pelo mesmo crime no estado do Maranhão, onde a vítima seria uma professora.

Tags:
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600