SIGA O EM

Jaílson vai falar como Bola matou Eliza, diz acusação

O ex-policial teria contato à testemunha o que fez com os restos mortais de Eliza

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 23/04/2013 10:17 / atualizado em 23/04/2013 10:56

João Henrique do Vale

Paulo Filgueiras/EM/DA Press
O assistente de acusação José Arteiro chegou confiante no Fórum Pedro Aleixo, em Contagem, na Grande BH, para o segundo dia de julgamento de Marcos Aparecido dos Santos, o Bola.

Nesta terça-feira a primeira testemunha a ser ouvida será o detento Jaílson Alves de Oliveira, que teria ouvido o ex-policial civil dizer o que foi feito com o corpo de Eliza Samudio. "Ele vai falar como o Bola matou a Eliza e o que fez com as cinzas", afirma o advogado.

Para Arteiro, os depoimentos do ex- detento e do delegado Edson Moreira, que presidiu o inquérito sobre o caso e pode ser ouvido ainda hoje, serão os mais importantes.

"Jaílson está muito convicto no que está falando. O depoimento dele é importante e vai pesar muito na balança", comenta o defensor.

Em relação à estratégia da defesa de alongar os depoimentos das testemunhas, Arteiro diz que eles estão ajudando a acusação. "Estou achando que a defesa está dando um tiro no pé alongando os depoimentos dos delegados. Fazendo isso eles expõe ainda mais as provas", afirma.
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.