SIGA O EM

Termina o primeiro dia do julgamento de Bruno

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 04/03/2013 19:48

Daniel Silveira

Depois que o advogado do goleiro Bruno, Lúcio Adolfo, deu por encerrado o interrogatório da delegada Ana Maria Santos, a juíza Marixa Fabiane Rodrigues abriu espaço para que os jurados fizessem perguntas. Nenhum dos sete se manifestou. Em seguida, a magistrada sinalizou que iria encerrar os trabalhos nesta segunda-feira.

Outras três testemunhas serão interrogadas nesta terça-feira. Uma delas Célia Aparecida Rosa Sales, prima do goleiro e irmã de Sérgio Rosa Sales, testemunha chave do caso que foi assassinada em outubro do ano passado. Também será ouvido o presidiário Jailson Alves de Oliveira, que denunciou um suposto plano articulado por Bola para matar a juíza Marixa. João Batista Alves Guimarães, ex-caseiro do jogador, também irá depor. Além dos quatro, a assistente técnico-jurídica Renata Garcia da Costa, que acompanhou o adolescente Jorge Luiz Rosa no Centro de Internação provisória, já foi ouvida por carta precatória e não irá comparecer ao Fórum.

Ao todo, treze testemunhas haviam sido arroladas para este júri, mas foram dispensadas pelos advogados de Bruno e Dayanne. A maior expectativa era pelo depoimento de Jorge Luiz Rosa, que poderia esclarecer contradições existentes no processo, inclusive em relação à confissão apresentada por Luiz Henrique Romão, o Macarrão, quando foi julgado e condenado em novembro passado.

O julgamento será retomado na manhã desta terça-feira. A previsão é que tenha início às 9h.
Tags:
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600