SIGA O EM

Bruno

Interesse do Boa Esporte é incluído em pedido de Habeas Corpus

Time de Varginha divulgou nota revelando interesse em contratar goleiro acusado pelo assassinato de Eliza Samúdio

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 23/02/2013 20:06

Agência Estado

A diretoria do Boa Esporte Clube, time de Varginha, no sul de Minas, que disputa o Módulo I do Campeonato Mineiro, divulgou nota hoje afirmando interesse em contratar o goleiro Bruno Fernandes para atuar pela equipe na competição. O atleta está preso desde julho de 2010 e, a partir do próximo dia 4, será julgado pelo sequestro, cárcere privado e assassinato de sua ex-amante Eliza Samudio.

O interesse do clube desportivo é o principal argumento de mais um habeas corpus apresentado ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) pedindo a libertação do goleiro. O Judiciário mineiro já negou cerca de 60 pedidos de liberdade do réu, que também teve sua soltura negada diversas vezes pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

A nota divulgada pelo Boa afirma que o clube tem interesse em contratar Bruno "desde que não exista óbice legal para tanto, em especial quanto à sua liberdade de ir e vir, imprescindível para os treinos, jogos, concentrações e viagens que fazem parte da rotina" dos jogadores. Quando foi preso, o atleta atuava pelo Flamengo, mas seu vínculo com a equipe carioca se encerrou oficialmente em 31 de dezembro passado.

Além da proposta de um novo contrato, o advogado de Bruno, Lúcio Adolfo, argumenta no pedido de habeas corpus que seu cliente é réu primário, tem bons antecedentes, residência fixa, entregou o passaporte à Justiça e teria o direito de trabalhar para sustentar os três filhos. Ele teve duas meninas com a ex-mulher, Dayane Rodrigues do Carmo, e um filho com Eliza, que, segundo a Polícia Civil e o Ministério Público Estadual (MPE), seria o motivo do assassinato. O pedido deve ser analisado pelo Judiciário mineiro ainda esta semana.
Tags: