SIGA O EM

Fernanda e Macarrão se abraçam após serem condenados

Após ter pena que lhe garante liberdade, ex-namorada do goleiro deseja sorte a Macarrão, que voltou ao presídio. Confissão foi elogiada por juíza e promotor

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 482829, 'arquivo_grande': None, 'credito': 'V\xe1gner Ant\xf4nio/TJMG/Divulga\xe7\xe3o', 'link': '', 'legenda': 'O promotor Henry Wagner de Vasconcelos diante do conselho de senten\xe7a: puni\xe7\xe3o aos dois acusados depois de cinco dias de enfrentamento com integrantes das defesas e muito tumulto em julgamento', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2012/11/24/331857/20121124082747116698u.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': None}]

postado em 24/11/2012 08:25

Paula Sarapu , Thiago Lemos

Luiz Henrique Romão recebeu a condenação que lhe devolveu à Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, Grande BH, de cabeça baixa. Fernanda Gomes de Castro, condenada, mas livre da cadeia, se aproximou dele e desejou boa sorte, depois de lhe dar um abraço. Para o advogado do réu, Leonardo Diniz, a estratégia da confissão foi acertada. Ele considerou o resultado uma vitória e disse que a decisão de contar o que houve com Eliza partiu de Macarrão. "Vamos analisar semana que vem se vamos recorrer, mas estava dentro do esperado."

A advogada Carla Silene, que representa a ex-namorada do goleiro, também considerou o resultado justo. Segundo ela, a grande vitória foi Fernanda não ser pronunciada pelo homicídio. "Diante do contexto de tumulto e cerceamento, ela já estava preparada, mas está cansada e abalada emocionalmente. Vamos recorrer da decisão", anunciou a advogada.

Na plateia, a família de Macarrão chorou muito, mas comemorou a redução de pena inicial, de 20 anos, para 12, em regime fechado, por homicídio. O réu também se emocionou ao abraçar a esposa e o avô. A juíza Marixa Fabiane chegou a conversar pessoalmente com ele, elogiando sua postura de confessar o crime. O mesmo fez o promotor Henry Wagner Vasconcelos, que considerou seu comportamento digno de um homem.

Para a mãe de Macarrão, dona Luciene, o promotor disse que esse era o melhor recomeço possível. Sônia Moura, mãe de Eliza, também chorou, cumprimentando o promotor. Ela se emocionou ao deixar o fórum e foi recebida com aplausos por uma multidão. Para ela, a justiça agora está começando a ser feita, em nome do seu neto e em memória de Eliza. “Estou chorando porque não tenho os restos mortais da minha filha”, disse. Ela afirmou que esperava uma pena maior para Macarrão, acreditando que ele merecia passar 30 anos na prisão.

Já a mãe de Fernanda, dona Solange, reconfortou a filha com abraço apertado, balançando a cabeça positivamente ao ouvir a pena.

Sentença

Ao ler a sentença, a magistrada disse que Macarrão não conseguiu acabar com a vida "que se iniciava no ventre de Eliza" , mantendo-a rendida, até levar a moça para a morte. Segundo a juíza, "a execução foi meticulosamente articulada". Ela considerou a materialidade do crime a partir das provas indiretas.

Sobre Fernanda, disse que, embora a ré não soubesse que o destino de Eliza seria a morte, a ex-namorada de Bruno "auxiliou na vigília de Eliza e privou o bebê da companhia da mãe". "O sequestro foi o prelúdio do extermínio", completou a magistrada, antes de anunciar a punição.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Julio
Julio - 03de Março às 09:38
Torço que o bruno fique na cadeia ele e sua quadrilha
 
Lázaro
Lázaro - 27 de Dezembro às 16:09
TEM GENTE QUE FALOU QUE ELIZA TEVE O QUE MERECE, MAS ESQUECEU DE DIZER QUE BRUNO TB VAI TER O QUE MERECE 40 ANOS DE CANA E PERDENDO OU - 100.000.000,00 OU MAIS DEVIDO A SUA MANEIRA DE VER AS COISAS. OLHA OS RONALDOS E OUTROS. SR'S ANSTES DE COMETER UMA COISA MALÉFICA PENSE BEM NAS CONSEQUÊNCIAS.
 
Cristiano
Cristiano - 25 de Novembro às 08:38
Perfeito comentário, Alvaro Melo. Concordo 100%.
 
GERALDO
GERALDO - 24 de Novembro às 22:55
INDEPENDENTE DAS OPÇÕES DE CADA UM NESSA VIDA, NINGUÉM TEM O DIREITO DE TIRAR A VIDA DO PROXIMO, A JUSTIÇA ESTÁ SENDO FEITA. PARABÉNS Á JUÍZA DESSE CASO. AINDA BEM QUE FOI UMA JUÍZA PORQUE SE FOSSE UM JUÍZ DUVIDO QUE TENHA HAVIDO JUSTIÇA.
 
alvaro
alvaro - 24 de Novembro às 16:41
ninguem tem o direito de tirar uma vida, mas pegar uma Eliza, uma mulher sem escrupulos, safada,afim de se dar bem a qualquer preço, e demais, agora sua mãe acha que ela e uma santa, porque são farinha da mesma embalagem, e o burrinho do bruno, foi pro saco, babaca...................
 
Ark
Ark - 24 de Novembro às 14:04
Parece que todo mundo é santo é leva uma vida cheia e perfeição... é fácil apontar a falla alheia com o dedo sujo... que atire a primeira pedra quem nunca cometeu um erro na vida. O que Eliza foi ou deixou de ser não justifica o cárcere, a tortura e a morte provocadas por este bando de facínoras
 
Gustavo
Gustavo - 24 de Novembro às 12:01
Essa mae da Eliza tambem so fala asneira. Nunca soube cuidar e nunca se importou com a filha. Dai o que deu. Uma garota de programa. Sejamos honestos. Eliza teve o que procurou. Tentou sacanear o Bruno com a gravidez para viver na vida boa de pensao. Premeditou tudo. Na minha opiniao teve o q merece.
 
Fernando
Fernando - 24 de Novembro às 10:55
Esse Macarrao é um mentiroso danado.. Ele devia confessar tudo e livrar o Bruno pois estamos precisando de goleiros bons no pais. Alem disso o Bruno ia ferrar uma vida boa pra ele na cadeia, mas o bobao preferiu inventar essa historia e complicar geral... aff.. se for mentir mente direito""
 
mauro
mauro - 24 de Novembro às 10:50
Até que enfim a novela se direciona para um final feliz, para sociedade. Mas a meretíssima juiza foi boazinha com esses meliantes. Premiou o macarrão, talvez, por ele ter admitido que efetivamente a Elisa foi assassinada. O Bruno é tão burro que sequer soube encontrar um bom defensor. Oh! Burro!