SIGA O EM

Sempre quis que ele falasse a verdade, diz advogado de Macarrão

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 22/11/2012 14:03 / atualizado em 22/11/2012 14:16

Cristiane Silva

O advogado de Luiz Henrique Romão, o Macarrão, disse que havia conversado com seu cliente antes do depoimento e afirmou que sempre quis que Macarrão falasse a verdade. "É opção do Macarrão optar pela auto defesa no plenário de julgamento", afirmou. Sobre uma possível redução de pena após o depoimento, Diniz afirmou que vai depender da decisão do conselho de sentença, da juiza e das imputações.

Na madrugada desta quinta-feira, Macarrão quebrou todas as expectativas e surpreendeu o júri ao confirmar, durante depoimento, em Contagem, que o goleiro Bruno foi o único responsável por arquitetar o sumiço da modelo Eliza Samudio. Durante o interrogatório da juíza Marixa Rodrigues, ele disse que as acusações que recaem sobre ele são parcialmente verdadeiras, afirmou que não é um monstro como tem sido tratado e ressaltou que só não falou nada antes porque os advogados não o permitiam. A principal parte da confissão foi feita em meio a muito choro do réu.

Macarrão desmentiu a versão prestada anteriormente à Justiça, na qual contava ter deixado Eliza em um ponto de táxi, e revelou que levou a modelo até um homem que desembarcou de um Palio preto na Região da Pampulha. Ele não soube dar detalhes da suposta execução e do que aconteceu depois, mas inocentou Elenilson, Wemerson e Fernanda.

Nesta quinta-feira, será a vez da ex-namorada do goleiro, Fernanda Castro, que será sabatinada pela juíza Marixa Fabiane, pelo promotor Henry Vasconcelos de Castro e pelos advogados dela e de Macarrão. Em seguida, serão apresentadas as provas do inquérito e depois será aberta a fase dos debates.

A previsão é de que, após acompanhar os depoimentos, seja aberta a votação do júri popular. O dia e horário do júri, no entanto, somente serão definidos após todos os trabalhos serem concluídos no julgamento dos dois réus.
Tags: