SIGA O EM

Terceiro dia de julgamento será marcado por depoimento de testemunhas de defesa

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 21/11/2012 09:23 / atualizado em 21/11/2012 16:47

Júnia Brasil , Cristiane Silva

Paulo Filgueiras/EM/D.A Press

O terceiro dia do julgamento do goleiro Bruno e dos acusados do desaparecimento de Eliza Samúdio será marcado pelo depoimento das testemunhas da defesa. O goleiro chegou ao fórum de Contagem às 9 h, novamente acompanhado de policiais que seguiram em comboio da penitenciária até o tribunal.

Segundo o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), os advogados dos réus e a promotoria serão ouvidos primeiro. Após o depoimento deles, Célia Aparecida Rosa Sales, mãe de Sérgio Rosa Sales, primo de Bruno e Maria de Fátima Ruas Souto dos Santos, amiga da família do goleiro, podem ser ouvidas ou deixar o fórum, de acordo com a decisão da juíza.

Veja imagens do terceiro dia de julgamento

O Ministério Público havia pedido que as testemunhas fossem dispensadas do processo por causa de quebra de sigilo, pois houve a suspeita de que as testemunhas usaram o celular na terça-feira e a juíza Maríxa Fabiane ainda não acatou e nem rejeitou o pedido.

Por volta das 8h40 já haviam chegado a advogada , Carla Cilene, que defende a ex-namorada o goleiro, Fernanda e Leonardo Diniz, advogado do Macarrão. Segundo Diniz, o dia é de grande expectativa par a defesa dos réus. “A expectativa é que consigamos demonstrar a verdade”, disse ele se referindo à defesa de Macarrão. Francisco Simin, advogado do Bruno, chegou momentos depois acompanhado pela dentista Ingrid, esposa do goleiro.

Paulo Filgueiras/EM/D.A Press
A movimentação de policiais no fórum durante o início da manhã era maior que a dos outros dias, mas a PM não confirmou se o efetivo foi aumentado nesta quarta-feira. José Arteiro, assistente de acusação e representante da família de Eliza. Falou com a imprensa e se referiu à situação do goleiro como a pior de todos os réus. “Estou achando que nem precisa de acusação, porque a defesa dos réus está se dissolvendo”, afirmou Arteiro ao comentar a saída do advogado Rui Pimenta da bancada de defesa de Bruno.

A juíza Maríxa ainda não decidiu se vai manter o depoimento das testemunhas, mas para Arteiro a expectativa é de que o júri continue com ou sem os depoimentos. “Das testemunhas ouvidas hoje, nenhuma viu o crime. A expectativa é continuar o julgamento independentemente da presença das duas”, afirmou.

Tags: