SIGA O EM

Primo de Bruno foi assassinado por assediar mulher de traficante

Mulher do homem afirmou que Sérgio a chamou de gostosa, tentou tocá-la e mostrou as partes íntimas para ela. O casal foi preso nesta manhã em cumprimento de mandado de prisão temporária

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 462968, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Marcos Vieira/EM/D.A.Press', 'link': '', 'legenda': 'O suspeito do crime, Alexandre \xc2ngelo de Oliveira, de 28 anos, j\xe1 foi preso por tr\xe1fico de drogas', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2012/09/04/315742/20120904192511704329a.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': None}, {'id_foto': 462969, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Cristina Horta/EM/D.A.Press', 'link': '', 'legenda': 'Os delegados da Corregedoria da Pol\xedcia Civil deram detalhes sobre o crime', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2012/09/04/315742/20120904192748345105i.jpg', 'alinhamento': 'right', 'descricao': None}]

postado em 04/09/2012 17:59 / atualizado em 04/09/2012 19:28

João Henrique do Vale , Thiago Lemos

Marcos Vieira/EM/D.A.Press
 

O primo do goleiro Bruno Fernandes, Sérgio Rosa Sales, foi assassinado após assediar uma mulher na porta da casa dele, no Bairro Minaslândia, na Região de Venda Nova, em Belo Horizonte. Denilza Cesário Silva, de 30 anos, contou o fato para o namorado, Alexandre Ângelo de Oliveira, conhecido como Neguinho, de 28, que matou o jovem após flagrá-lo repetindo o ato. Diante das informações dos suspeitos do crime, que foram presos na manhã desta terça-feira em cumprimento de um mandado de prisão temporária, de testemunhas e de denúncias recebidas pela polícia, a ligação do homicídio com o sumiço de Eliza Samudio está descartada.

Em depoimento, Denilza afirmou que mora no Bairro Araão Reis, Região Norte de BH, e trabalha em um restaurante na Avenida Cristiano Machado. Para seguir até o serviço, ela passava pelo Bairro Minaslândia para fazer o caminho da casa até o estabelecimento a pé. Em 21 de agosto, um dia antes do crime, a mulher afirma que passava pela rua onde Sérgio morava quando foi assediada por ele. Segundo relatos de Cesário, o primo do goleiro Bruno a abordou, a chamou de gostosa, tentou tocá-la e mostrou as partes íntimas para ela.

Denilza continuou o caminho e ouviu Sérgio dizer que se ela passasse novamente no local, ele iria repetir os atos do dia anterior. A mulher chegou em casa, onde mora com o marido, e ligou para Alexandre, com quem tem um relacionamento extraconjugal. O homem, que já foi preso e condenado por tráfico de drogas, afirmou que no dia seguinte iria levá-la ao trabalho.

Logo cedo, Alexandre foi até a casa de Denilza em uma moto vermelha e cumpriu o combinado. Porém, não fez o caminho completo até o trabalho dela. A mulher foi deixada para seguir parte do caminho a pé, enquanto era monitorada por ele. Durante o percurso, Sérgio novamente foi ao encontro da garota e tentou agarrá-la.

Alexandre presenciou as atitudes do jovem e foi até ele. Quando chegou perto do primo de Bruno, disse “então é você o estuprador”. Logo em seguida, deu dois tiros em Sérgio que saiu correndo. Enquanto ele fugia, o suspeito atirou quatro vezes contra Sales, mas nenhum tiro acertou.

Sérgio ainda conseguiu correr e se escondeu atrás de uma árvore em uma casa de amigos. No local, também ameaçou que  estava armado. Neste momento, Alexandre se escondeu atrás de um carro que estava estacionado no quintal da casa, recarregou a arma e voltou a atirar contra o jovem. Como o primo de Bruno não revidou os disparos, o homem foi chegando perto e desferiu cinco tiros a queima roupa. O último deles atingiu a boca de Sales.

Segundo a Polícia Civil, após o crime, Denilza largou o emprego e a casa onde morava com o marido, e foi se esconder junto com Alexandre. O casal afirmou, em depoimento, que não conhecia e nem sabia quem era Sérgio.

Cristina Horta/EM/D.A.Press
O casal se entregou nessa segunda-feira à polícia, onde foi ouvido e liberado, pois não havia um mandado de prisão contra ele. Nesta manhã, com a posse do pedido expedido pela Justiça, policiais foram até a casa onde os dois estavam e conseguiram prendê-los. A moto usada no crime, uma Honda Fan vermelha, foi apreendida. A arma não foi encontrada. Segundo a Polícia,  Neguinho será autuado por Homicídio qualificado.

De acordo com o delegado Alexandre Campbel, está totalmente descartada a hipótese de um policial civil ter participação no crime. Segundo o delegado, a mecânica informada pelos suspeitos coincide com tudo que foi falado por testemunhas e com as denúncias recebidas. Por causa disso, o inquérito está concluído.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Lindiana
Lindiana - 05 de Setembro às 16:50
Gente, até quando eles irão achar que a população é burra... Nem quando ele apareceu em todos os jornais, mostrando a cara, ninguem foi a policía denunciá-lo, falando que ele era um tarado... Que coisa hem???/
 
Fábio
Fábio - 05 de Setembro às 07:20
Traficanta, moto fan 125, casal se apresenta, aguarda prisão no mesmo endereço?.Estranhissimo
 
Marcos
Marcos - 04 de Setembro às 23:59
Agora conta a do Papagaio porque essa não convence nem recém-nascido, nesse angú tem caroço de montão...
 
Carlos
Carlos - 04 de Setembro às 23:01
Era uma vez , um príncipe encantado...
 
José
José - 04 de Setembro às 22:52
"Todo Mundo" acredita nessa Estoria, pois ninguém quer ser mais um na lista... kkkk
 
Patrick
Patrick - 04 de Setembro às 22:42
Eu sei que não terá importância, mas ninguém irá acreditar mesmo...
 
Ronaldo
Ronaldo - 04 de Setembro às 22:24
Geraldo Silveira, só vc acreditou nessa fábula!!!
 
Ronaldo
Ronaldo - 04 de Setembro às 22:23
Nossa que criatividade !!! quem será que bolou essa historia ???? é muito fraca.... porque não pediram um autor da Globo.... joguei a toalha que vergonha.... Srs. corregedores!!!
 
Rui
Rui - 04 de Setembro às 21:32
Ai, ai, ai, que estoriazinha linda, é estória mesmo, lenda, ficção, estou tão extasiado que acredito mesmo nessa tal corregedoria. QUE LINDO!!!!!
 
ILMA
ILMA - 04 de Setembro às 21:15
ha ta! essa história e verdadeira tanto quanto eu sou o BOZO!
 
geraldo
geraldo - 04 de Setembro às 20:57
vagabundo que mata vagabundo tem que ser perdoado. Tem muita mulher dando sopa por aí e sozinha, o mané vai mexer e nem pesquisa pra saber se tem dono. Primeiro tem que sondar, mulher de ninguém se deve mexer, ainda mais se for de mano, aí é que é chave de caixão. Dançou vacilão, tem que respeitar
 
Maria
Maria - 04 de Setembro às 20:42
Isso é debochar da "inteligência" alheia... Onde está ZEZÉ????
 
Frederico
Frederico - 04 de Setembro às 20:40
Alguem viu o Papai Noel por ai? Quero fazer um pedido para o meu filho... Ops, esta não é a coluna de contos?
 
Silvania
Silvania - 04 de Setembro às 20:39
Depois dessa eu acredito em fadas, duendes, mula sem cabeça e até em papai noel...conta outra que essa foi boa!
 
Saulo
Saulo - 04 de Setembro às 20:26
Hum num sei naoooo...!! tem dente de coelho nessa historia....! óooo tem gente tirando o corpo foraaaa.....fuiiiiii embora..!!
 
jus
jus - 04 de Setembro às 18:09
Tá bom...eu acredito...