SIGA O EM

Primo do goleiro Bruno é assassinado no Bairro Minaslândia

Sérgio respondia em liberdade por homicídio triplamente qualificado, sequestro, cárcere privado e ocultação de cadáver de Eliza Samúdio.

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 460086, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Paulo Filgueiras/EM/DA Press', 'link': '', 'legenda': 'Policiais civis e militares est\xe3o na casa onde o corpo de S\xe9rgio foi encontado pela manh\xe3', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2012/08/22/313198/20120822103225656427e.jpg', 'alinhamento': 'right', 'descricao': None}, {'id_foto': 460087, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Paulo Filgueiras/EM/DA Press', 'link': '', 'legenda': 'S\xe9rgio fugia de dois homens em uma moto. Ele tentou se esconder em uma casa sem muros, mas foi atingido por pelo menos cinco tiros', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2012/08/22/313198/20120822110957129775o.gif', 'alinhamento': 'right', 'descricao': None}]

postado em 22/08/2012 08:34 / atualizado em 22/08/2012 11:10

Cristiane Silva , Flora Pinheiro /TV Alterosa , Maíra Cabral

Paulo Filgueiras/EM/DA Press


Sérgio Rosa Sales, primo do goleiro Bruno, de 24 anos, foi assassinado a tiros na manhã desta quarta-feira no Bairro Minaslândia, Região Norte de Belo Horizonte. Segundo as primeiras informações da Polícia Militar, ele foi baleado na Rua Aracitaba.

Conforme o Sargento Célio José de Oliveira, da 18ª Companhia do 13º Batalhão da Polícia Militar, Sérgio prestava serviço como servente de pedreiro. Ele saiu de casa para trabalhar pela manhã e foi perseguido por dois motociclistas por pelo menos dois quarteirões. Ao se esconder no quintal de uma casa sem muro, ele foi baleado. Ele foi atingido por seis disparos, sendo que um deles atingiu o nariz e outro o peito. A autoria e a motivação do crime ainda são desconhecidas.

Paulo Filgueiras/EM/DA Press


Uma equipe da Divisão de Crimes Contra a Vida (DCcV), esteve no local para levantar informações com testemunhas e periciar o corpo, que já foi levado para o Instituto Médico Legal (IML). O caso será encaminhado ao delegado Breno Pardini Cezário, da Delegacia de Homicídios Centro-Sul e, posteriormente encaminhado à Delegacia de Venda Nova. Parte do quarteirão onde o crime ocorreu foi isolada e a família de Sérgio está no local. Até o momento, o advogado do jovem ainda não foi localizado para comentar o homicídio.

Sérgio Rosa Sales respondia por homicídio triplamente qualificado, sequestro, cárcere privado e ocultação de cadáver de Eliza Samúdio, juntamente com o primo Bruno e Macarrão, que seguem presos. Sérgio ficou preso na Penitenciária Dutra Ladeira, em Ribeirão das Neves, Região Metropolitana de Belo Horizonte, por mais de um ano. Ele foi solto em 11 de agosto de 2011 por ter contribuído com as investigações.

Um dos primos de Sérgio diz que ele era tranquilo e estava trabalhando como pintor. Diariamente, pela manhã, ele costumava ir a uma padaria e seguia para o trabalho. Ainda conforme o parente, ele se apresentava mensalmente no Fórum para as audiências das quais devia participar.

(Com informações de Andréa Silva)
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Frederico
Frederico - 22 de Agosto às 22:27
GRE
 
Full
Full - 22 de Agosto às 17:43
Que manezão esse Marcelo Freitas, hein.
 
MARCELO
MARCELO - 22 de Agosto às 17:42
ai, credo, que horror, gente. Fico com uma dó desse menino, viu.
 
Geraldo
Geraldo - 22 de Agosto às 13:50
Bem pensado Claudia Moreira.
 
Prime
Prime - 22 de Agosto às 13:27
CHEGA DE DAR ATENÇÃO A ESSE CASO RIDÍCULO!
 
Woshigton
Woshigton - 22 de Agosto às 13:25
Aposto que hoje o Carlini vai entrar no ar com aquele famigerado TV verdade, falando deste crime... E ai aparecem aqueles advogados chatos, a Érica ( ela ainda trabalha com o Antônio Riberto?) para debaterem o caso Bruno pela miléssima vez. E vocês ainda reclamam do horário político...
 
MARCELO
MARCELO - 22 de Agosto às 13:06
Fica esperto Bruno, sua hora tá chegando, o Bola não vai deixar pedra sobre pedra, o fim de todo assassino é a morte de forma cruel, será que algum imbecil ainda tem dúvidas sobre a periculosidade deste bandidos.
 
MARCELO
MARCELO - 22 de Agosto às 12:58
Este é o fim de todo bandido, queima de arquivo, e o mais engraçado é que o mandante do assassinato não fala nada. ABRE A BOCA BRUNO , SUA HORA TÁ CHEGANDO.
 
SCHUPAH
SCHUPAH - 22 de Agosto às 12:53
Isso é coisa de motoqueiro.
 
claudia
claudia - 22 de Agosto às 12:33
Agora os santos "Macarrão e Bruno" vão dizer que quem matou Eliza foi o Sérgio.
 
francisco
francisco - 22 de Agosto às 12:28
justica soltem o bruno o macarrao e o bola eles nao fizeram nada deixem os caras soltos e vamos ver quem vai morrer primeiro
 
Alex
Alex - 22 de Agosto às 11:58
Meeennnngggggooooo..... Tão precisando muito de um goleiro... Se queimarem todos os envolvidos, so fica o coitadinho do Bruno. O Mengo de bandido, paga uma meia duzia de policiais, e gente do judiciario...Tá solto e jogando de novo...
 
marcio
marcio - 22 de Agosto às 11:55
Quem pode mais pode menos:O Bola treinava a policia, e nem era policial.Resumindo: Bandido preparava a policia.Agora, vai sugir motivo DA MORTE que não tenha ligação com o caso BRUNO.....QUE DIZER QUE A POLICIA TREINADA PELO BOLA QUE VAI INVESTIGAR?
 
Francisco
Francisco - 22 de Agosto às 11:37
Se ainda ñ comeram,macarão e bola queimados,aguardem, já já a soc. vai ter que engolir.Estão na alça de mira...Pergunto: quem teria interesse nestas mortes? A familia ñ,mesmo pq ela ñ tinha quem gostasse tanto dela p/ fazer isto.Estranho não?
 
Gislene
Gislene - 22 de Agosto às 11:34
QUEIMA DE ARQUIVO? UMA TESTEMUNHA CHAVE MORRE E AÍ? ESSE BRUNO VAI ACABAR SENDO SOLTO POR FALTA DE PROVAS. BEM QUE O CEMBRANELLI PODERIA ASSUMIR ESSE CASO NÃO É.
 
EDIVALDO
EDIVALDO - 22 de Agosto às 11:30
Menos uma prova.
 
Luiza
Luiza - 22 de Agosto às 11:13
Queima de arquivo?! alguem ainda tem dúvida disso? fala sério....
 
CIDA
CIDA - 22 de Agosto às 11:12
Deve ter sido a Rita rsrsrs
 
Luiza
Luiza - 22 de Agosto às 11:10
È revoltante. Apesar de bandido tinha que tar vivo pra contar tudo. Cadê a justiça e a polícia?! vivemos numa selva.
 
Jackson
Jackson - 22 de Agosto às 10:58
Isso é dívida de droga. Até quando..?
 
Ramon
Ramon - 22 de Agosto às 10:52
Cadê a proteção as testemunhas??? Avança Brasil!!!
 
jus
jus - 22 de Agosto às 10:50
Foi ser conivente com a criminalidade...eis o resultado!
 
Geraldo
Geraldo - 22 de Agosto às 10:43
Esse é o caminho de todo marginal. A dupla de motociclistas que o mataram também tem vida curta. E assim vai indo parte de nossa juventude. Paz para familia que não tem nada com isso.
 
SERGIO
SERGIO - 22 de Agosto às 10:28
Será q estão tentando inocentar o Bruno para esse monstro voltar nos braços do povo mais trouxa do mundo,e ainda ser goleiro da seleção em 2016?Nesse país eu n duvido de mais nada,merece a "classe" -q n tem nenhuma- política q tem.
 
SERGIO
SERGIO - 22 de Agosto às 10:27
Estranho q no Brasil as testemunhas são as primeiras a receberem uma pena q n existe nem para os condenados:a de morte.O caso do Celso Daniel do pt teve inúmeras testemunhas mortas e tudo foi dado como crime comum.Agora vem o primo do Bruno morrer depois q outro foi parado foragido da cadeia....
 
carlos
carlos - 22 de Agosto às 10:11
vamos fazer um bolão para saber que será o proximo????? 1-macarrao 2-bola
 
Teo
Teo - 22 de Agosto às 09:55
Tem gente graúda nesse crime. Por isso estão eliminando quem sabia e sabe desse sumiço.
 
Hugo
Hugo - 22 de Agosto às 09:53
Queima de arquivo???
 
Ronaldo
Ronaldo - 22 de Agosto às 09:40
É esse negocio de contribuir com as investigações, delatar fatos e contribuir para a permanencia de gente preso, e ser solto e continuar andando por ai... pode até não ter nada a ver essa morte, mas ta muito dificil de não fazer um link... com a palavra delegacia de homicidios!!!
 
Vinicius
Vinicius - 22 de Agosto às 09:33
é melhor o assassino do bruno ficar na cadeia, pois se sair deve morrer tb, quem faz o mal so recebe o mal.
 
sebastião
sebastião - 22 de Agosto às 09:33
Está parecendo caso de politica; abrir a boca, dá exoneração ou morte.
 
Marco
Marco - 22 de Agosto às 09:27
Eu como delegado se o fosse, primeiro: pediria para que fosse mostrado onde Elisa teria sido morta. Uma falha grotesca da polícia por saber que, se ela foi fritada, na água não foi. O local que ELA TERIA SIDO MORTA FICARAM AS MARCAS. Daí quando presos, deveriam ser obrigados a mostrarem o local.
 
João
João - 22 de Agosto às 09:25
COITADINHO...MAIS UM INOCENTE ??????
 
isabruga
isabruga - 22 de Agosto às 09:24
se soltar o resto vao ser cortado na bala ai sim a justica sera feita muda este codico penal gente ou as justicas serao feitas com as propria mao se cuida povo o bicho ja ta pegando pais sem LEI é isto abracos as familhas que fica sofrendo
 
Marco
Marco - 22 de Agosto às 09:24
Onde foi deixado o corpo...onde foi deixado o corpo...onde foi deixado o corpo? PORQUE NÃO OBRIGAM OS CRIMINOSOS A MOSTRAREM onde foi deixado o corpo de E
 
Vinicius
Vinicius - 22 de Agosto às 09:23
sera queima de arquivo? ou esse cabra devia ficar preso, pois era bandido mesmo?
 
Cristiano
Cristiano - 22 de Agosto às 09:23
Queima de arquivo,ta na cara.
 
Marcio
Marcio - 22 de Agosto às 09:20
oooo muleque mentiroso... já vai tarde!
 
Marco
Marco - 22 de Agosto às 09:16
Estava rezando....menos um "santo" envolvido com tanta coisa "boa"
 
Fernando
Fernando - 22 de Agosto às 09:10
COMEÇOU , Ô QUEIMA DE ARQUIVO , DAQUI PARA FRENTE SÓ VAI DAR ISSO...DEVAGAR VÃO CONSUMINDO TODOS QUE PODEM ATRAPALHAR O ATLETA ! SEMPER FI !
 
Bruno
Bruno - 22 de Agosto às 09:06
A justiça das ruas as vezes funciona melhor que os tribunais
 
Tiago
Tiago - 22 de Agosto às 09:03
Será que foi queima de arquivo? Será?