SIGA O EM

STF não vai avaliar recurso do goleiro Bruno contra decisão que o manteve preso

O habeas corpus foi negado pelo ministro Ayres Britto em dezembro de 2011 e a defesa tentava reverter a decisão. Um novo pedido para liberar o atleta ainda será julgado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 08/05/2012 17:19

João Henrique do Vale

O recurso apresentado pela defesa do ex-goleiro Bruno Fernandes das Dores de Souza, acusado pela morte e sumiço de Eliza Samudio, para tentar reverter a decisão do ministro Ayres Britto de dezembro de 2011 que manteve a prisão do jogador, não será analisada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A decisão foi tomada por unanimidade nesta terça-feira pela Segunda Turma.

O novo relator do caso, ministro Cezar Peluso, levou o recurso da defesa para apreciação da Segunda Turma e votou pelo não conhecimento. Ele se baseou em jurisprudência do próprio Tribunal, segundo a qual não é cabível recurso contra decisão que nega liminar em habeas corpus.
Na época em que o pedido de liberdade foi negado, o ministro Ayres Britto argumentou que “a prisão preventiva do paciente revela-se adequadamente fundamentada na sentença de pronúncia, destacando-se a necessidade de manutenção da ordem pública, existindo nos autos elementos concretos – e não meras conjecturas – que indicam a periculosidade evidenciada pelo modus operandi do paciente”.

Um outro pedido de liberdade para o goleiro Bruno ainda será analisado pelo Superior Tribunal Federal (STF).

Passaporte

Em 17 de abril, o ministro Ayres Britto atendeu o pedido da defesa do goleiro e determinou o acautelamento do passaporte de Bruno. O documento foram recolhidos pelo STF e anexados ao processo que julga o pedido de liberdade ao atleta.

A entrega do passaporte, vencido em 5 de fevereiro, é uma estratégia do advogado Rui Caldas Pimenta, para tentar convencer que seu cliente pode ficar em liberdade até o julgamento e que não vai fugir se for solto.
Tags:
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Silvio
Silvio - 13 de Junho às 15:57
Uma coisa podem crer, aquela mulher que esquartejou o marido em SP e o militar q matou mulher e filha sairão primeiro q Bruno da prisão.
 
Ivan
Ivan - 21 de Maio às 16:22
O inquérito do Bruno ja devia ter sido encerrado ha muito tempo.Seu julgamento já devia ter ocorrido e sua sentença já deveria ser de conhecimento geral:inocente ou culpado.Ficar preso para fazer jogo de cena é desonesto.Se foi negado pelo Supremo o pedido de soltura que se faça o julgamento agora.
 
wiliam
wiliam - 17 de Maio às 07:06
Bruno, voce vai conseguir sair dessa prisao, eu acho muito estranho, prender uma pessoa sem te achado nada da mulher, eu acho que penso todos os dias, essa mulher nao ta morta, ela deve te pagado os proprios amigos dela pra queimar a carreira do bruno. Nao acharam nada do corpo da mulher,
 
Eduardo
Eduardo - 10 de Maio às 11:09
Ué Marconi, ele está preso más tem direito a visita, agenda uma com ele, o que acha?
 
Marco
Marco - 09 de Maio às 07:34
Bruno tem que pagar pela sua burrice, idiotice, insanidade...como um profissional ganhando o que ele ganhava, jogava num Clube de elite, se envolveu no crime? Pensasse antes. Agora é arcar com as consequências de sua ignorância pelo mundo que escolheu: o mundo do crime. Vai ser burro assim lá na...
 
GUILHERME
GUILHERME - 09 de Maio às 00:46
Sr. Magistrado onde esta o corpo como uma pessoa pode esconder um corpo e sair ileso sem impunidades estamos cançados presisamos ter um inicio de indiferenças causadas pelas pessoas que tem dinheiro e tenta cobrir a brutalidade pelo amor de DEUS nao deixam estes individuos impunes 30 anos e pouco
 
carlos
carlos - 08 de Maio às 22:02
Foi definido que o sujeito mais idiota, imbecil e retardado deste país é o Sr. Douglas Cruz. Escuta uma coisa, meu senhor, quando alguém mata uma pessoa friamente como foi o caso, não importa se ela é incrível no gol, ninguém tá nem aí pra isso. Aliás, ninguém tá nem aí para o que vc tem a dizer. Sds
 
Delcyro
Delcyro - 08 de Maio às 21:52
Chama o Defuntus Sebentus do Lula que ele te coloca em liberdade, afinal é sua especialidade proteger criminosos....
 
GILDÁSIO
GILDÁSIO - 08 de Maio às 21:41
Não se pode esquecer , pelo menos dos crimes ediondos. Alguem já pensou na familia da Srta. Elisa Samúdio? Alguem que foi regularmente criado pelos pais biológicos, acaso imagina a formação do intelecto da criança que está no meio desse episódio? Muito provavelmente não. Bruno não protegeu a honra..
 
helcio
helcio - 08 de Maio às 21:01
Vcs estão dando força para um covarde, assassino. Vcs são loucos!!!
 
Marcio
Marcio - 08 de Maio às 20:03
É sr Bruno, sua hora parece que tá chegando, da sua gang também!!!!
 
Douglas
Douglas - 08 de Maio às 19:08
Desconheço as atitudes da Elisa que levou o Bruno se sujeitar a isso,a verdade é que o Bruno é o único goleiro no Brasil em condições de ser titular na copa.Quem lembra dele no mengão sabe o que estou falando,vamos lá e deem um voto de confiança ao rapaz.
 
Alexandre
Alexandre - 08 de Maio às 18:54
Isto dai é charme Bruno, já já o STF te solta, ele acabou de soltar um c o r j a que estava na cadeia, vai fazer o mesmo por você, força rapaz !!!
 
geraldo
geraldo - 08 de Maio às 18:11
alguém deve ter rezado nesse bruno, é muito difícil quem é famoso e principalmente rico ficar preso tanto tempo no nosso país, fosse ele mandava chamar um pai-de-santo urgentemente isso é mandinga da brava, saí xuna
 
Frederico
Frederico - 08 de Maio às 17:51
Tem que ficar preso até julgar, para depois ficar mais preso até pagar pelo menos uma parte do que fez.
 
MARCONI
MARCONI - 08 de Maio às 17:50
Ai, credo, mas que judiação com o meu Bruninho, viu...