SIGA O EM

Bruno diz que 'jogadores famosos' viram Eliza em SP

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 11/11/2010 20:59

Agência Estado

O goleiro Bruno Fernandes de Souza alegou na noite desta quinta-feira que dois amigos, "jogadores famosos", teriam visto a jovem, em São Paulo, após ela deixar o sítio de Bruno em Esmeraldas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Bruno afirmou também ter sido ameaçado dentro do Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DIHPP) da Polícia Civil mineira. Em depoimento à Justiça no processo que responde com mais oito acusados pelo sequestro e assassinato da ex-amante Eliza Samudio o jogador acusa policiais de tê-lo ameaçado, torturado outros réus e ainda tentado extorqui-lo para que o livrasse do crime.

O ex-atleta do Flamengo disse à juíza Marixa Fabiane Lopes Rodrigues, do Tribunal do Júri do Fórum de Contagem, que quando o delegado Edson Moreira, chefe do DIHPP e responsável pela coordenação das investigações sobre o desaparecimento de Eliza, tentou interrogá-lo, fez referências à sua família. "Ele disse que sabia onde moravam minha mãe e minhas filhas", acusou. Mãe, no caso, é a avó do jogador, que o criou. Bruno ainda alegou que o policial mostrou a ele um jornal com fotos das filhas do atleta. "Por isso que eu não falei nada", acrescentou, explicando porque recusou-se a depor no inquérito policial.

Ele também afirmou à magistrada que não foi torturado fisicamente, mas foi informado de que outros acusados do crime teriam sido. E citou seu braço direito, Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, que teria sido agredido pelo delegado Júlio Wilke. Foram citados seu primo, Sérgio Rosa Sales, que teria sido vítima de "uma mulher", e outro primo, de 17 anos, que teria sido torturado pela delegada Ana Maria dos Santos, chefe da Delegacia de Homicídios de Contagem, além do administrador de seu sítio em Esmeraldas, Elenilson Vitor da Silva.

O goleiro relatou que conheceu na Penitenciária Nelson Hungria o ex-policial civil Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, acusado de ter executado Eliza. Ele disse ao jogador que Edson Moreira teria pedido R$ 2 milhões para livrar o ex-policial e Bruno no inquérito e acusar apenas Macarrão e o menor. O promotor Gustavo Fantini disse que pedirá abertura de investigação sobre as denúncias.

Famosos

Além disso, o jogador afirmou que um dia antes de ser preso, em julho, quando as investigações sobre o desaparecimento de Eliza já haviam ganhado destaque na mídia, dois jogadores de São Paulo que seriam seus amigos, ligaram para dizer que haviam visto a jovem na capital paulista, em 11 e 12 de junho, um dia após ter sido vista pela última vez no sítio do atleta em Esmeraldas.

Mas Bruno não quis revelar quem são os atletas. Apenas confirmou que são jogadores de futebol e que "são famosos e podem ser comprometidos". "Mas tem um famoso preso", argumentou Marixa Lopes. Caso seja mandado a Júri, o goleiro pode ser condenado a mais de 30 anos de prisão.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
João
João - 12 de Novembro às 15:36
A Elisa está viva e fazendo filmes de propaganda na TV dos LENÇOIS MARANHENSES!!!!Está passando no Canal 171
 
João
João - 12 de Novembro às 15:34
O Cara que a TV filmou no sitio do Bruno Correndo com o saco nas costas...era o caseiro, ele disse para os reporteres que era roupa dele!!!!!!! Piada....a Policia é PIADA !!!!!!!!
 
João
João - 12 de Novembro às 15:32
INCOPETÊNCIA TOTAL......O Cara Cremou o Presunto e jogou as cinzas na lagoa !
 
João
João - 12 de Novembro às 15:31
Serlock Holmes vai ajudar a solucionar este caso. A Elisa foi cremada no cemitério no lugar de um mendigo....Procura lá que acha!!!!!
 
João
João - 12 de Novembro às 15:28
E#u também vi a Elisa, no vídeo. Eu acho que este bola pos a Elisa no lugar de outro defunto e ela foi incinerada no cemit´rio de BH.O Caras estão convictos que não mataram....TEM Coelho neste mato!!!!! Policia investiga o cemitério a Elisa já é cinza a muito tempo!!!
 
João
João - 12 de Novembro às 15:25
Com certeza o Fantasma da Elisa passeia pela Gávea, e outros estádios...Este sujeito não é apenas BOÇAL, é um infeliz.....de repente tá querendo que a policia vá presa e soltem ele..Barbaridade!!!
 
Ione
Ione - 12 de Novembro às 15:05
INFELIZMENTE, SÃO TODOS UNS MENTIROSOS, DOS ACUSADOS AOS POLICIAIS ENVOLVIDOS. BANDO DE CANALHAS E SEM VERGONHA NA CARA. SÓ UMA PESSOA COM LIMITAÇÕES CEREBRAIS É QUE NÃO VÊ QUE SERÃO TODOS ABSOLVIDOS POR ESSA JUSTIÇA MEIA BOCA DO NOSSO PAIS. E O CRIME DA DEGOLA?
 
Angela
Angela - 12 de Novembro às 14:44
Vamos la delegados mande o Bruneco falar os nomes dos amigos jogadores que viu Eliza em SP.
 
Angela
Angela - 12 de Novembro às 14:42
Quanta palhaçada...Edson Moreira continue calado que a hora deles esta chegando.Vamos la PM mineira.
 
renato
renato - 12 de Novembro às 12:45
estão se dando mal com estas mentiradas! não está pegando!
 
renato
renato - 12 de Novembro às 12:44
mais mentira destes advogados sujos da defesa!
 
alberhto
alberhto - 12 de Novembro às 11:56
Cade estes jogadores, se são seus amigos, como disse, porque não comunicam com a policia? Além de fazerem uma ação fraternal com um amigo, tirando-o da cadeia ,ainda levam o cheque do ratinho!!
 
ismail
ismail - 12 de Novembro às 07:12
Como estrava pinchado em um muro que eu vi "BRUNO VOCE JA COMEU O FILÉ, AGORA DEVOLVE OS OSSOS."Que cara idiota!
 
Ju
Ju - 12 de Novembro às 04:33
Se viram, deveriam ter comunicado à polícia. Aliás, ainta tá em tempo pra fazer isso. Aproveita pra ir atrás dela e passar lá no Ratinho pra pegar o cheque de 1 milhão.
 
MARCELO
MARCELO - 11 de Novembro às 23:38
CLARO QUE ELES VIRAM, SE EU JA VI UM DUENDE JOGANDO BOLA COM O SACI PERERE E NO GOL ESTAVA O PAPAI NOEL.