SIGA O EM

Presença de Bruno no Rio não é necessária, diz advogado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
Antes do início da audiência de instrução e julgamento do processo que acusa Bruno e Macarrão pelos crimes de sequestro, cárcere privado e lesão corporal cometidos contra Eliza Samudio, o advogado Ércio Quaresma afirmou que não há necessidade do goleiro ficar no Rio de Janeiro. A audiência começou por volta de 15h, uma hora depois do previsto.

Quaresma afirmou que a permanência do cliente no Rio só faz sentido enquanto ocorre a audiência. Segundo o advogado, o goleiro não vai falar nada durante o evento na 1ª Vara Criminal de Jacarepaguá, pois tanto Bruno quanto Macarrão foram convocados apenas para acompanhar o depoimento das testemunhas.

Bruno e Macarrão vão ficar no presídio de Bangu II, possivelmente por 30 dias. Segundo a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) do Rio de Janeiro, eles vão ficar isolados, sem contato com os outros presos.

Confira a entrevista com Quaresma: