SIGA O EM

Cinco testemunhas de acusação serão ouvidas em audiência no Rio

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

AFP PHOTO/VANDERLEI ALMEIDA

 

A audiência de instrução e julgamento do processo que acusa Bruno e Macarrão pelos crimes de sequestro, cárcere privado e lesão corporal cometidos contra Eliza Samudio, marcada para 14h, está atrasada e até as 14h30 ainda não havia começado. O advogado do goleiro chegou à 1ª Vara Criminal de Jacarepaguá para acompanhar a audiência. Ércio Quaresma compõe uma equipe de quatro advogados e dois estagiários que fazem parte da defesa.

O processo começou quando, em 2009, Eliza estava grávida e procurou a polícia alegando ter sido obrigada a tomar substâncias abortivas. Nesta quinta-feira serão ouvidas cinco testemunhas de acusação indicadas pelo Ministério Público. São elas a delegada que ouviu o primeiro depoimento da modelo parananese, Maria Aparecida Mallet e a amiga de Eliza, Milena Baroni. Além delas, três funcionários do Condomínio Varandas da Barra, no Rio de Janeiro, onde Eliza se hospedou, vão falar. Leandro Carlos, Mateus Dantas e Mauro Oliveira serão interrogados ainda esta tarde.

Colaborou Iana Coimbra/TV Alterosa