SIGA O EM

Justiça sentencia internação de adolescente por tempo indeterminado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

Paulo Filgueiras/EM/DA Press

O adolescente envolvido no desaparecimento de Eliza Samudio vai cumprir medida socioeducativa de internação por prazo indeterminado. O Tribunal de Justiça de Minas Gerais, divulgou na tarde desta segunda-feira a decisão do juiz da Infância e Juventude de Contagem, Elias Charbil Abdou Obeid, que deu a sentença ao menor na sexta-feira. A decisão do magistrado levou em conta os crimes, homicídio triplamente qualificado, sequestro e cárcere privado.

Ao final das investigações e depois da representação apresentada pelo Ministério Público (MP), o juiz entendeu que o adolescente teve participação no homicídio triplamente qualificado (realizado mediante promessa de pagamento, com requintes de crueldade e por meio de asfixia e tortura, o que impossibilitou a defesa da vítima) e no sequestro e cárcere privado da modelo paranaense. Apenas a representação, feita pelo MP, de ocultação de cadáver não foi julgada procedente. O juiz considerou que não havia provas de que o adolescente tenha participado desse ato.

Veja no Blog do Benny como a sentença do menor dá pistas sobre o fim do Caso Bruno

Segundo Elizas Charbil, o adolescente, embora alegue não ter participado do delito, aderiu ao chamado intento criminoso, desenvolvendo atividades que possibilitaram o crime, desde a participação no sequestro até a execução da vítima.

A decisão determina que o adolescente deve cumprir a medida no Centro de Internação Provisória São Benedito (Ceip) até a liberação de vaga pela Subsecretaria de Atendimento às Medidas Socioeducativas (Suase) para a transferência. A cada seis meses o juiz deve reavaliar a manutenção do menor no estabelecimento educacional.