SIGA O EM

Ministério Público oferece denúncia contra envolvidos no desaparecimento de Eliza Samudio

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 04/08/2010 17:34 / atualizado em 06/08/2010 15:12

Luisa Brasil , João Henrique do Vale

O promotor de Justiça Gustavo Fantini, do Ministério Público de Minas Gerais, ofereceu denúncia contra nove envolvidos no desaparecimento de Eliza Samudio, na tarde desta quarta-feira. A denúncia chegou às 16h11 às mãos da juíza Marixa Fabiane Lopes Rodrigues, do 1º Tribunal do Júri de Contagem. A Assessoria do TJ, no entanto, não confirmou se a denúncia engloba todos os crimes citados no inquérito, que indiciou Bruno e mais oito pessoas pelos crimes de homicídio, sequestro e cárcere privado, ocultação de cadáver, formação de quadrilha e corrupção de menores. Já o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, foi indiciado por homicídio qualificado, formação de quadrilha e ocultação de cadáver. A juiza também vai analisar o pedido de conversão da prisão temporária em preventiva de oito suspeitos: Bruno Fernandes de Souza, Dayanne Rodrigues do Carmo Souza, Flávio Caetano de Araújo, Wemerson Marques de Souza (Coxinha), Elenilson Vitor da Silva, Sérgio Rosa Sales Camelo e Marcos Aparecido, o Bola. Segundo informações do Tribunal de Justiça, a prisão temporária deles, que foi decretada no dia 7 de julho, vence nesta quinta-feira, dia 5. Se o pedido de prisão preventiva for aceito, eles continuam encarcerados e podem ficar presos até o fim do julgamento. A ex-amante de Bruno, Fernanda Souza, também foi indiciada no inquérito, mas não está detida. A Polícia já pediu sua prisão preventiva, pedido que também deve ser analisado pela juíza.