SIGA O EM

No Rio, advogado pede a revogação da prisão de Bruno e Macarrão

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 268156, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Glaydston Rodrigues/EM/DAPress', 'link': '', 'legenda': 'Advogado foi ao RJ pedir revoga\xe7\xe3o da pris\xe3o preventiva de Bruno e Macarr\xe3o', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2010/08/03/172217/20100803211433306360u.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': None}]

postado em 03/08/2010 21:05 / atualizado em 06/08/2010 15:13

Luisa Brasil

Glaydston Rodrigues/EM/DAPress

O advogado de Bruno Fernandes, Ércio Quaresma, esteve no Rio de Janeiro nesta terça-feira para pedir a revogação da prisão do atleta e do amigo Luiz Henrique Romão, o Macarrão. Os dois tiveram a prisão preventiva decretada no dia 8 de julho, pelos supostos crimes de sequestro e agressão cometidos contra a modelo Eliza Samudio em outubro de 2009. Na época, Eliza afirmou que Bruno a sequestrou e a obrigou a tomar remédios abortivos, depois que ela disse que estava grávida do jogador.

Segundo despacho do juiz Marco José Mattos Couto, da 1ª Vara Criminal do Rio, Ércio apresentou ''novos documentos'' sobre o caso. O juiz enviou o pedido ao Ministério Público e vai esperar o parecer da instituição antes de se decidir sobre a revogação.

No entanto, mesmo se o juiz decretar a revogação da prisão, Bruno e Macarrão devem continuar detidos na penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, pois estão cumprindo o mandado de prisão temporária expedido pela Justiça mineira durante a investigação sobre o desaparecimento de Eliza Samudio.

A prisão temporária tem prazo de 30 dias e está prevista para terminar até o final desta semana. No entanto, a polícia mineira já pediu à Justiça que a prisão temporária de todos os oito indiciados pelo desaparecimento e morte da modelo seja convertida para prisão preventiva. Se o pedido for acatado e a denúncia for aceita, os suspeitos podem ficar detidos até o fim do julgamento.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Lázaro
Lázaro - 04 de Agosto às 11:33
SAI UMA ENTRA OUTRA. TA DIFICIL JABULANNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNE.
 
Luis
Luis - 04 de Agosto às 09:29
Marcelo Freitas, quantos anos você tem? Não acha que está na hora de arranjar um emprego não?
 
MARCELO
MARCELO - 04 de Agosto às 07:23
VITORIA SILVA, ESTE TIO REALMENTE É UM SUJEITINHO HEIM, 5,OO NAÕ DA NEM PARA COMPRAR UMA CAPA DE SOFA NA BORDADOS DA DINHA, OCARINHA BURRO, CR$5,OO?
 
vitoria
vitoria - 04 de Agosto às 02:40
O SUPOSTO TIO DO MENOR QUE NÃO É DA FAMILIA O MAIS IMPORTANTE ERA O PREMIO DE 5.00 QUE O PAI DA ELISA ESTAVA DANDO..POR ISSO SE APROVEITOU DA SITUAÇÃO E AUMENTOU MUITA COISA..VEJO ELE COMO UM SUJEITO INVEJOSO QUE NÃO CONSEGUIU FICAR NA FAMÍLIA ARRANJOU UM JEITO DE SE VINGAR E DESCOLAR UMA GRANA EXTRA
 
vitoria
vitoria - 04 de Agosto às 02:39
O delegado é muito trapaceiro..pois ja responde processos por irregularidades feita contra o dinheiro público. Vejo uma grande mentira no inquérito..Ele falOU que fez exames de DNA na fralda. Como pode ter feito exames de DNA numa frauda que foi usada em 7 a 8 de junho..se ninguém sabia que elisa est
 
MARIA
MARIA - 04 de Agosto às 02:24
Lição: se vc for vítima de algum crime, faça o registro na polícia . Já pensou se a Eliza não tivesse registrado aquele sequestro, agressão patrocinados pelo Bruno e sua gang? Hoje, pouca gente acreditaria queo grande ídolo do Fla seria capaz de fazer tal barbaridade...
 
MARIA
MARIA - 04 de Agosto às 02:15
Esse Bruno sacaneou com a torcida do Flamengo. Valeu-se da condição de ídolo prá cometer essa insanidade, essa barbaridade que horrirozou a todos. Chega de impunidade!
 
MARIA
MARIA - 04 de Agosto às 01:59
Soltar Bruno e Macarrão é como "premiar" os maiores responsáveis por essa tragédia que chocou a todos. concordo que eles devam ficar pressos até o julgamento pois o que fizeram foi de uma crueldade inaceitável...
 
aureo
aureo - 04 de Agosto às 00:51
aqui ta cheio de noivas do bruno né o caea é marginal e ponto.
 
Flavimar
Flavimar - 03 de Agosto às 23:55
Cadê o corpo? Crime perfeito tendo 8-9 pessoas envolvidas? me engana que gosto.Materialidade indireta ? ,cadê as mínimas provas técnicas? A polícia tem de explicar a condecoração ao ex policial em treinamento de suas tropas,após ele ter sido expulso a bem público.....Cadê o corpo?
 
Flavimar
Flavimar - 03 de Agosto às 23:53
Até agora os ilícitos foram TODOS cometidos pela polícia,a saber: divulgação de vídeo sem a autorização do entrevistado,direcionamento a uma emissora ,ferindo a ampla publicidade e equidade de informações,Contagem não é local para conduzir as investigações pois lá não foi palco de possivel crime.
 
MARCELO
MARCELO - 03 de Agosto às 23:41
O UNICO CARA QUE PODERIA TER SALVO O BRUNO ERA O MACARRÃO, ELE TERIA DE TER ASSUMIDO TUDO, MAS AGORA O TEMPO PASSOU DEMAIS, O MOMENTO DE TIRAR O BRUNO JA SE FOI, PERDEU A CHANCE DE ASSUMIR TUDO E O DONO DA FIRMA ( O BRUNO), FICAR SOLTO, ERAM NO MINIMO MAIS R$350000,00 MAS COMO É MUITO BURRO, DANÇOU.
 
MARCELO
MARCELO - 03 de Agosto às 23:36
O BRUNO E ALGUNS DE SEUSAMIGOS VÃO DANÇAR PORQUE NÃO SÃO MAIS RÉUS PRIMARIOS,CASO NÃO HAJA NENHUM TIPO DE PRECONCEITO CONTRA A DIFICULADE DO DELEGADO DE SE EXPRESSAR, O RESTO A TURMA DO BRUNO ENTREGOU DE BAANDEJA, FACIL DEMAIS, FIZERAM TUDO ERRADO, É GENTE DEMAIS ENVOLVIDA, E SEMPRE ALGUEM ENVOLVIDO.
 
Jota
Jota - 03 de Agosto às 23:23
ESTE PESSOAL SOLTO COM UM ADVOGADO MALUCO COMO O ERCIO TORNA SE UM PERIGO PARA A CONTINUIDADE DAS INVESTIGAÇÕES, MAS A JUSTIÇA SABE O QUE FAZ. qUE TODAS AS LUZES ILUMINEM A CABEÇA DOS PROMOTORES E JUÍZ QUE FICAR ENCARREGADO DESTE PROCESSO. ATÉ AGORA A POLÍCIA CONDUZIU MUITO BEM AS INVESTIGAÇÕES.
 
Rodrigo
Rodrigo - 03 de Agosto às 22:05
As pessoas são inocentes até que se prove o contrário, e não culpados até que se prove o contrário...
 
Marcio
Marcio - 03 de Agosto às 21:22
Nossa Polícia Civil merece os melhores elogios. Está segura e a Justiça mineira não concederá qualquer benefícios para os "suspeitos", até que se prove o contrário.