SIGA O EM

Polícia pede prisão preventiva de Fernanda Gomes

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 30/07/2010 14:50 / atualizado em 30/07/2010 15:31

Jackson Romanelli / EM / DA Press
A Polícia Civil de Minas Gerais pediu a prisão preventiva da ex-amante de Bruno, Fernanda Gomes. Das nove pessoas indiciadas por envolvimento no desaparecimento de Eliza Samúdio, ela é a única que ainda não está detida. A Polícia Civil ainda não confirmou a solicitação, mas segundo informações extra-oficiais o delegado Edson Moreira já teria feito o pedido. Além da prisão de Fernanda, a Polícia também pediu que a prisão temporária dos oito indiciados que já estão detidos na Nelson Hungria seja transformada em prisão preventiva. Se o pedido for acatado, os indiciados podem ficar detidos até a data do julgamento, já que a prisão preventiva não tem prazo para acabar, ao contrário da temporária, que vence em 30 dias. Bruno Fernandes, Luiz Henrique Ferreira Romão (Macarrão), Flávio Caetano de Araújo (Flavinho), Wemerson Marques de Souza (Coxinha), a ex-mulher do atleta Dayane Rodriques do Carmo Souza, o caseiro do sítio do goleiro Elenilson Vitor da Silva, Marcos Aparecido dos Santos (Bola) e o primo Sérgio Rosa Sales (Camelo) estáo detidos na penitenciária Nelson Hungria, em Contagem. Os suspeitos vão responder por homicídio, sequestro e cárcere privado, ocultação de cadáver, formação de quadrilha e corrupção de menores. Já o ex-policial Bola, apontado como o assassino de Eliza, vai responder por homicídio qualificado, formação de quadrilha e ocultação de cadáver. Em depoimento à Polícia Mineira, no dia 20 de junho, a auxiliar administrativo desempregada revelou que cuidou do filho de Eliza na casa do goleiro, no Rio de Janeiro, enquanto Eliza era mantida em cativeiro. Mas ela alegou que náo sabia a identidade da criança.