SIGA O EM

Agente suspeito de fazer vídeo de Bruno depõe em MG

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 23/07/2010 18:11 / atualizado em 23/07/2010 18:53

Agência Estado

O agente penitenciário suspeito de fazer um vídeo do goleiro Bruno Fernandes de Souza dentro da penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, em Minas Gerais, foi ouvido na tarde desta sexta-feira, na Corregedoria da Secretaria de Defesa Social (Seds). As imagens foram divulgadas nessa quinta-feira, pelo SBT/Alterosa.

Na gravação, Bruno afirma que vai processar o Estado. "Tá acabando o prazo deles. Eu acho que vou processar o Estado por tudo o que fizeram comigo. Eu perco de um lado e ganho de outro. Só que eu perdi mais que ganhei", disse.

Assista ao vídeo exclusivo

Segundo o órgão, um processo administrativo foi aberto para apurar o caso. O agente terá cinco dias para apresentar explicações. Se confirmada a denúncia contra o agente, ele pode ser demitido. O funcionário trabalha há cerca de três anos no sistema prisional.

Bruno é suspeito de ter envolvimento no sumiço da sua ex-amante Eliza Samudio, de 25 anos. A jovem tentava provar na Justiça que o atleta é pai de seu filho de cinco meses.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Marcus
Marcus - 24 de Julho às 13:37
Parabens Nilson Gonçalves estes tribufu continuam conversando abobrinhas.
 
MARIA
MARIA - 24 de Julho às 12:19
Esse delegado que devia ser investigado. Ele já condenou o Bruno antes de qualquer coisa.Ele sabe a cena do crime direitinho, parece que até presenciou. Ele é ridículo.
 
Nilson
Nilson - 24 de Julho às 01:09
Quem perde tempo lendo o que Adriana/Eduarda postam é mais idiotas que elas.
 
eduarda
eduarda - 23 de Julho às 20:15
Esse Delegado parece um louco, alucinado, ele passa a imagem de que quer condenar o Bruno a qualquer preço, mesmo inventando ou plantando provas. Ele é totalmente parcial e apressado em suas suposições.Se é assim que se investiga um crime em MG, Deus nos guarde!
 
eduarda
eduarda - 23 de Julho às 19:47
De acordo com a assessoria de imprensa do TJ/ MG, há dois processos em que o nome do delegado Edson Moreira aparece, por suspeita de facilitação de fuga de presos. Em um , Moreira aparece como réu. No outro, está envolvido no caso. O MP vai recorrer e encaminhar os dois para STF, em Brasília.
 
claudinei
claudinei - 23 de Julho às 18:58
esse agente deve ser uma das putas do bruno ou irmão de uma.