SIGA O EM

Bruno, Bola e Macarrão deixam o julgamento do adolescente

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 22/07/2010 13:57 / atualizado em 22/07/2010 17:49

Pedro Rocha Franco

Jackson Romanelli/EM/D.A Press

O goleiro Bruno, o ex-policial Marcos Aparecido, o Bola, e Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, saíram sob fortes vaias da população da  Vara da Infância e Juventude em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Eles ficaram cerca de 20 minutos no julgamento. Essa pode ser uma das estratégias da defesa, pois há indicativos que outros envolvidos vão deixar o local em breve sem prestar depoimento. O jogador deixou o local com um sorriso no rosto.

O advogado Ércio Quaresma também deixou o local dizendo que os suspeitos deixaram o local sem falar nada. O primeiro a sair foi o goleiro Bruno. Ele foi vaiado pelos populares que estão na porta da Vara da Infancia e Juventude em Contagem. Logo depois dele saiu o ex-policial e em seguida Macarrão.

Além do jogador, Bola, e Macarrão, o primo do goleiro,  Sérgio Rosa Sales, também foi chamado para o julgamento do menor de 17 anos envolvido no suposto assassinato da modelo Eliza Samudio, de 25 anos, ex-amante de Bruno. José Carlos da Silva, que avisou a polícia do crime depois de ser informado pelo menor, também vai ser ouvido através de carta precatória, enviada ao Juizado da Infância do Rio de Janeiro.