SIGA O EM

TJMG recebe o quarto pedido de habeas corpus para Bruno

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) recebeu mais um pedido de habeas corpus para o goleiro Bruno Fernandes na tarde desta quarta-feira. Segundo Assessoria do TJMG, a solicitação foi encaminhada para a Corte Superior e será avaliada pelo desembargador Alberto Deodato.

O TJMG não soube informar quem entrou com o pedido. Essa é a quarta solicitação para conseguir a liberdade de Bruno. A primeira foi feita por e-mail e enviada ao fórum de Contagem, por um policial aposentado. O pedido foi negado pela juíza Marixa Rodrigues, por não ter como confirmar a identidade do autor.

O outro pedido de soltura, foi feito pelos advogados Ércio Quaresma Firpe e Claudineia Carla Calabund, que defendem o goleiro. Eles solicitaram a tutela antecipada (liminar), na tentativa de garantir que Bruno e mais cinco suspeitos, respondessem ao inquérito policial em liberdade, mas também foi negado. O terceiro habeas corpus foi solicitado por um cidadão baiano, nessa terça-feira, e arquivado no início da noite pelo desembargador Doorgal Andrada.

A Assessoria do Tribunal de Justiça está apurando um quinto pedido que teria sido feito também na tarde desta terça.

STJ

O advogado Ércio Quaresma entrou com um pedido no Superior Tribunal de Justiça (STJ) quando o TJMG negou a solicitação feita por ele. O ministro Hamilton Carvalhido, presidente interino do STJ, negou habeas corpus ao goleiro Bruno Fernandes das Dores de Souza, à Dayanne Rodrigues do Carmo de Souza, e Luiz Henrique Romão, o Macarrão. A decisão aconteceu no dia 16 de julho.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Nilson
Nilson - 22 de Julho às 09:37
Pelos BOs registrados contra o Dr Quaresma, nota-se que se trata de um "grande" advogado. Nao me seniria bem com um colega com tantos problemas.
 
Nilson
Nilson - 22 de Julho às 09:33
Esse Dr Quaresma deve ser
 
Nilson
Nilson - 22 de Julho às 09:32
GRE é polícia especial, a PM é obrigada a trabalhar fardada, o uso de uniforme pela PC é opcional.
 
marcelo
marcelo - 21 de Julho às 23:40
Nilson Gonçalves , se policia civil não usa farda , que roupa e aquela usada pelo GRE ? Voce deve ser e um advogado enrrustido que não gosta do trabalho do DRº Quaresma .
 
filomena
filomena - 21 de Julho às 20:27
Essa gente esta desperdicando o tempo dos juizes pagos pelos que erario publico quando ha milhares de casos aguardando tempo para ser processados.
 
Nilson
Nilson - 21 de Julho às 19:13
Esses idiotas que pedem habeas corpus para Bruno devem estar sendo orientados pelo Quaresma, vai quer que tipo de gente é essa.
 
Nilson
Nilson - 21 de Julho às 19:11
Willian, quem usa farda é a Polícia Militar, além de ser ostensiva. A civil é de investigação, para opinar vc deveria conhecer esse pequeno detalhe.
 
Willian
Willian - 21 de Julho às 18:49
ENGRAÇADO NÉ UM PESSOA FICA PRESA POR SER UM SUPOSTO ASSASSINO, AS DELEGADAS COMETEM UM CRIME, NÃO SÃO AFASTADAS CONTINUAM NO CASO, VENDEM A IMAGEM PRA GLOBO! AI EU ME PERGUNTO CORRUPÇÃO E FAVORECIMENTO NÃO E CRIME? ENTÃO POR QUE NÃO DÁ CADEIA? AINDA USAM A FARDA PARA PRATICAR!
 
Paulo
Paulo - 21 de Julho às 17:16
Vamos soltar logo Bruno gente, vamos para de ficar enchendo linguiça e libera ele logo, nao tem nenhuma prova concreta contra ele e o macarrao. VAMOS LIBERTAR BRUNO.