SIGA O EM

Relaxamento de prisão de ex-mulher de goleiro é negado pela Justiça

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 20/07/2010 18:43 / atualizado em 20/07/2010 19:32

João Henrique do Vale

O pedido de relaxamento de prisão de Dayanne Souza, ex-mulher do goleiro Bruno, foi rejeitado no fim da tarde desta terça-feira. O indeferimento foi feito pela juíza Marixa Fabiane Lopes Rodrigues do Tribunal do Júri de Contagem. O pedido foi feito na tarde dessa segunda-feira pelo advogado Walker Azevedo, que defendia Dayanne.

Na tarde desta terça, o advogado Ércio Quaresma voltou a defender a ex-mulher de Bruno. O advogado apresentou à imprensa uma carta, autenticada e escrita por Dayanne, em que ela conta o motivo da troca de advogados e pede o retorno da antiga defesa. Na carta, a ex-mulher do goleiro afirma que chegou ao DI na última sexta-feira, junto com o advogado Frederico Franco, para conversar com as delegadas Ana Maria Santos e Alessandra Wilke.

Habeas Corpus

Ainda nesta terça-feira há a expectativa do julgamento de mais um pedido de habeas corpus a favor do goleiro Bruno. O documento será analisado pelo desembargador Doorgal Andrada, que já havia recusado um pedido de soltura anteriormente.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Ricardo
Ricardo - 21 de Julho às 08:48
seria assim se fosse com alguem de sua família? Depois que estão todos ganhando um por cima disto é mais facil ser um carniceiro!
 
Ricardo
Ricardo - 21 de Julho às 08:47
Engraçado, com tantas atrocidades, e vendo q a razão está perdendo espaço para a ipocresia, e ainda tem gente que gosta de defender, todos erramos quem nunca cometeteu um erro que atire a primeira pedra ficar tentando ofuscar a verdade. e passar o tempo todo aq colocando a população contra a polica
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 22:42
Procurada, a assessoria de imprensa da Polícia Civil confirmou a presença das delegadas afastadas e disse que a participação ocorreu porque elas "são delegadas da equipe de homicídios". A reportagem tentou contato com o delegado responsável pelo inquérito, Edson Moreira, mas não conseguiu localizá-lo
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 22:41
Segundo informações do advogado Ércio Quaresma, as delegadas estavam presentes durante o interrogatório, fizeram de duas a três perguntas a Fernanda e assinaram o documento com dados da declaração da suspeita
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 22:41
Mesmo após terem sido afastadas do caso que investiga o desaparecimento de Eliza Samudio, ex-amante do goleiro Bruno, as delegadas Ana Maria Santos, titular da Delegacia de Homicídios de Contagem (MG), e Alessandra Wilke, também da Delegacia de Homicídios,
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 22:11
DELEGADO EDSON ESTA pouco se lixando em encontrar verdadeiro culpado da morte da ELIZA ...o caso ja virou pessoal, ele quer culpar bruno,para ele so importa,se bruno for condenado.desde o primeiro dia ja sentenciou bruno,chamando de monstro,sem provas
 
WILLIAM
WILLIAM - 20 de Julho às 21:29
O pedido de relaxamento é aquele Dayane...rss!! Aceita meu pedido de relaxamento?