SIGA O EM

Polícia aguarda laudos sobre GPS e manchas de sangue

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 20/07/2010 11:05 / atualizado em 20/07/2010 11:18

Cíntia Neves /TV Alterosa

Os laudos da perícia do GPS do Range Rover do goleiro Bruno, onde foram encontradas manchas de sangue de Eliza Samudio, e dos materiais encontrados no sítio do atleta em Ribeirão das Neves serão entregues ao delegado chefe do Departamento de Investigações de Homicídios e Proteção à Pessoa (DIHPP), Edson Moreira, na tarde desta terça-feira. A informação foi confirmada pelo diretor do Instituto de Criminalística, Sérgio Ribeiro.

O GPS irá mostrar por onde o veículo do goleiro transitou no período em que Eliza estava em Minas Gerais. No sítio do goleiro foram encontrados fios de cabelo e manchas de sangue em um colchão.

Também é aguardado o resultado do exame de corpo de delito de Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, que teria sido agredido pelo delegado Júlio Wilke durante depoimento na segunda-feira. O documento pode ficar pronto em até 10 dias.

Agressão

O advogado de Macarrão e Bruno, Ércio Quaresma, que defende outros investigados, afirmou que o delegado deu um tapa no peito de seu cliente. O chefe do DI, o delegado Edson Moreira, pediu que o suspeito fosse submetido ao exame e a polícia ainda não se pronunciou a respeito da acusação de agressão.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
renato
renato - 21 de Julho às 10:50
A políciaq não esta batendo nos acusados! Eles sim estão usando técnicas de muito conhecida por bandidos de pequenas acusações para minar a investigação! quem conhece dia a dia de delegacia e da polícia sabe muito bem ! muitos criminosos e contraventores usam esta técnica.
 
renato
renato - 21 de Julho às 10:47
adriana se vc éadvogada e está certa, porque estão perdendo todas as battalhas na justiça? todos recursos estão sendo negados! seus clientes e quaresma estão obstruindo as investigações e usado técnicas de pequenos contraventores acusando falsamente a polícia!
 
renato
renato - 21 de Julho às 10:45
uma pessoa que diz verdade se a pressão arterial subir pode dar um falso positivo!
 
renato
renato - 21 de Julho às 10:43
equipamento de voz apena mede a pressão arterial da pessoa. detector de mentira meia boca não aceito judicialmente!
 
renato
renato - 21 de Julho às 10:43
Adriana cunha sai de finho que a casa está caindo vai cair para vc também. Cuidado que vai sobrar para seu lado!
 
alexandre
alexandre - 20 de Julho às 20:22
Adriana , Depois desse mes aqui voce ainda não respondeu a uma simples pergunta: Porque o adolescente , que morava com o Bruno, as custas dele, ao inves de ficar quieto foi abrir o bico? excesso de maconha? trama de quem ? todo esse circo foi armado a partir dai antes disso não existia quase naa
 
ANDRÉ
ANDRÉ - 20 de Julho às 16:45
O laudo dizendo quem é o pai ainda não saiu; Tudo que a polícia diz que coletou demora dias para ser analizado; O laudo do GPS que todo usuário pega pela internet em tempo real só saiu hoje. A investigação da polícia civil mineira é um desastre.
 
ANDRÉ
ANDRÉ - 20 de Julho às 16:40
A Polícia de MG está perdendo a oportunidade de encerrar o inquérito e dizer que não encontrou nada. Deixa o Judiciário decidir o destino dos envolvidos.
 
Cleia
Cleia - 20 de Julho às 16:08
Este advogado Ercio Quaresma e mesmo um completo idiota, não falta mais nada no nosso Brasíl.
 
Adalberto
Adalberto - 20 de Julho às 16:08
Carlos Bertoline, sou seu fã, lembra muito o Jair Bolsonaro (nobre deputado federal), pau nesse bando de animais. Agora fico muito triste quando falam da Adriana Cunha, "Não falem desta mulher perto de mim, não falem para aumentar a minha dor, ..."
 
carlos
carlos - 20 de Julho às 15:51
TAPINHA NÃO DÓI. SÓ DÓI QUANDO ARRANCA DOIS DENTES, CAUSA CORTES E HEMATOMAS COM SANGRAMENTOS E DEPOIS COM OS MESMOS MEMBROS DOS TAPINHAS, ESTRANGULA ALGUÉM FRÁGIL E COM AS MÃOS AMARRADAS PARA TRÁS. E DEPOIS É DADA AOS CÃES.
 
Neuza
Neuza - 20 de Julho às 15:47
se ele tivesse viva. Sem mortes horriveis, sem tres crianca com futuro comprometido e sem dezenas de vidas acabadas. Apesar que as marcas que esta loucura vai deixar nos envolvidos jamais serao apagadas. Eu ainda creio em um final que poucos ou niguem estao siquer cogitando.
 
Neuza
Neuza - 20 de Julho às 15:45
Oito litros de sangue foi derramado e nenhuma gotinha foi encontrada, quer dizer é tudo muito louco, fala-se em provas robustas, mas prende o povo em media oito hrs por dia numa sala pra arrancar confissao. Quer dizer tudo pode estar ocorrendo mesmo, e aqui pra nos, sei que é utopia mas seria lindo
 
Neuza
Neuza - 20 de Julho às 15:42
Acho o advogado do Bruno um tanto qto exagerado e até irritante às vezes, mas neste caso do jeito que ta, com ausência total de provas, tudo ainda pode acontecer mesmo. Não compreendo ate agora este negocio de desossar a moça, imagina vísceras, pele, carne e osso sendo separados...
 
m@uriciº
m@uriciº - 20 de Julho às 15:10
O QUARESMEIRA DISSE Q A ELIZA SUMIU PRÁ SE VINGAR DO BRUNO. QUE MELHER VINGATIVA HEIN? SE ESTRANGULA, SE AUTO ESQUARTEJA E NÃO SATISFEITA SE JOGA NA BOCA DOS CACHORROS E DEPOIS JOGA CONCRETO NO Q RESTOU DE SI MESMA. CRUZ CREDO. É MUITA VINGANÇA !!!!! QUEM CONSEGUIRÁ SER MAIS IDIOTA Q ESSE ADVOGADO?
 
Jose
Jose - 20 de Julho às 15:09
Esse animador de auditorio chamado quaresma que de quaresma nao tem nada disse que esse bando é inocente? Nao tem respeito por uma pessoa morta violentamente. Essas atitudes gera mais violencia na sociedade, qdo julgar a quadrilha e condena-la deverao prender o quaresma por falar tanta mentira...
 
Sirlei
Sirlei - 20 de Julho às 14:45
Claro que tem muias pessoas querendo tabar o sol com a pineira
 
leonardo
leonardo - 20 de Julho às 14:42
Acho que só faltam chamar o pessoal da CSI , para o desfecho. Isso tudo ta dando mais ibope que jogo do Brasileirão. Só falta aparecer a "Mae de nada" com suas mensagens do alem. " Ai o circo tá armado mesmo" Policiais que não podem ver um flash, ja estao virando "Papagaio de Pirata". Acaba isso logo
 
MARCELO
MARCELO - 20 de Julho às 14:38
Essa tal de Adriana Cunha é oque? agente da scotland yard? psiquiatra forense renomada? delegada de policia? psicologa forense? ministra do supremo tribunal federal? ou todas as alternativas acima?
 
Fernando
Fernando - 20 de Julho às 14:32
Adriana Cunha: Será vc outra amante do Bruno? Porque esta defesa "ferrenha" do assassino? Porque em algumas questões usa letras maiúsculas (na net é como se estivesse gritando)? Pense bem antes de falar. Não se envolva para não se complicar...
 
Marcio
Marcio - 20 de Julho às 14:22
No meu entendimento, a policia deveria se resguardar e não se expor para imprensa. Se não tivesse a participação de pessoas "importantes", talvez o caso estivesse mineiramente resolvido, ou seja, em silêncio. Quem fala demais....(como dizia o meu avô).
 
m@uriciº
m@uriciº - 20 de Julho às 14:06
OUVÍ UMA ENTREVISTA DO DR. QUARESMA DIZENDO QUE A POLÍCIA APLICOU O "SORO DA VERDADE" NO BRUNO. GOSTARIA DE SABER SE SERIA POSSÍVEL APLICAR TAL SORO NOS POLÍTICOS AGORA EM CAMPANHA E TBM NO REFERIDO ADVOGADO. NUM SERIA UMA BOA IDÉIA? SORO DA VERDADE! ESSA É A MAIOR BRINCADEIRA DE TUDO ATÉ AGORA. kkk.
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 13:59
http://noticias.uol.com.br/cotidiano/2010/07/20/laudo-aponta-mentiras-em-entrevista-de-delegada-afastada-do-caso-bruno.jhtm
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 13:58
ajuda em decisões judiciais. Contudo, os laudos feitos a partir do uso do aparelho não são necessariamente aceitos como prova em inquéritos no país
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 13:58
por exemplo, é a da acareação", ironizou. Equipamentos de análise de voz da Truster Brasil são utilizados por serviços de inteligência policial no Rio Grande do Sul e no Distrito Federal. A técnica também já foi utilizada para
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 13:57
"A impressão é de que primeiro foi criada uma premissa para depois buscarem as evidências, estão querendo fazer a história se encaixar", disse. Nadvorny critica a ausência do uso de tecnologia em investigações policiais como esta. "A tecnologia que estão querendo usar neste caso, por exemplo,
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 13:57
entrevista e no desdobramento do caso, há uma "guerra de egos" entre os delegados. Para ele, isso explica em parte a relação que os delegados do caso estão mantendo com a mídia e algumas declarações que têm sido dadas pelos investigadores do desaparecimento de Eliza.
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 13:56
Na conclusão do perito, ela está sendo verdadeira quando afirma que todos tiveram algum envolvimento com o caso, mas não está quando afirma que foi traçada uma linha de raciocínio individualizando a participação de cada um. Na opinião de Nadvorny, com base nas conclusões do laudo desta
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 13:56
raciocínio com relação a individualizar a conduta de cada um, mas eu prefiro, no momento, não externar isso, e sim ao final das investigações." O laudo aponta ALTO RISCO no trecho em que ela menciona "traçamos" e em três momentos desta resposta indica a legenda ESTRESSADO.
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 13:55
Fantástico - Qual a participação de cada envolvido no crime? Alessandra Wilke -"Todos de alguma forma tiveram envolvimento em tudo o que ocorreu. A parcela de culpa e dolo de cada um vai ser esclarecida ao final das investigações. Já traçamos uma linha de
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 13:55
a" e "agora dependendo da análise". O perito conclui que ela não está sendo verdadeira quando afirma que todos os depoimentos e declarações apontam para o homicídio de Eliza, e também não está sendo verdadeira quando fala do sangue encontrado no colchão.
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 13:55
O laudo técnico de análise de voz aponta ALTO RISCO no trecho "todos os depoimentos e declarações" e IMPRECISÃO no trecho "pericial com relação ao sangue que foi localizado em um colchão". Também classifica como ALTAMENTE ESTRESSADO os trechos "há materialidade direta com relação
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 13:54
o sangue da Eliza na Land Rover, e agora, dependendo da análise pericial com relação ao sangue que foi localizado em um colchão, no sítio do Bruno, nos remetem ao homicídio. As provas estão fortes. Mas não há a possibilidade de a gente divulgar tudo o que nós temos no inquérito."
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 13:54
Fantástico - É possível indiciar os acusados por homicídio mesmo sem o corpo? Há provas suficientes para isso? Alessandra Wilke - "Com certeza. Há materialidade indireta com relação à criança, todos os depoimentos e declarações contidas nos autos
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 13:53
nem de que o menor tenha ficado aterrorizado. Ele observa que esta falta de convicção pode ter relação ao possível descumprimento do artigo 226 do Código de Processo Penal, que normatiza o reconhecimento de pessoa.
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 13:53
O programa de análise de voz dá a classificação ESTRESSADO aos trechos: "a uma estratégia da defesa" e "ele ficou aterrorizado". Na conclusão do perito, a delegada não está convicta de que se trate de uma estratégia da defesa, nem de que
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 13:52
Fantástico - A que atribuir as contradições no depoimento do menor? Alessandra Wilke - "Eu atribuo a uma estratégia da defesa para conturbar as investigações, e ao próprio medo que o menor está sentindo. Quando ele narrou a figura do Bola; mostramos uma fotografia para ele, ele ficou aterrorizado, e
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 13:51
O laudo aponta ALTO RISCO no trecho "está dependendo de laudos periciais", o que, na conclusão do perito, indica que ela tem receio de que os laudos periciais não comprovem isso.
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 13:50
Fantástico - Está comprovado que o crime aconteceu na casa do ex-policial civil Marcos Aparecido dos Santos? Alessandra Wilke - "Ainda continuamos procurando e buscando evidências da Eliza naquele local; alguns materiais foram coletados naquela residência. Está dependendo de laudos periciais."
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 13:49
O laudo aponta ALTO RISCO no trecho "mas que ele está envolvido em todos os fatos", o que leva o perito a concluir que ela "não está sendo verdadeira". O alto risco também é detectado em dois outros trechos desta fala: "foi ao encontro do Macarrão e do menor" e "foi para a residência do Bruno".
 
elias
elias - 20 de Julho às 13:49
é muito ruim ver um advogado fazer esse drama todo pra inocentar quem nao tem argumentos.
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 13:48
Fantástico - Há provas de que Bruno participou do crime? Ele esteve no local? Alessandra Wilke - "No local da execução, não; mas que ele está envolvido em todos os fatos: desde o momento em que Eliza foi ao encontro do Macarrão e do menor, foi para a residência do Bruno, no Recreio dos Bandeirantes,
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 13:48
caso depois da divulgação de um vídeo com declarações do goleiro Bruno gravado quando ele estava sendo transferido pela polícia do Rio de Janeiro para Minas Gerais. Logo abaixo das respostas da delegada, as observações apontadas pelo perito em veracidade Mauro Nadvorny no laudo técnico de análise de
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 13:48
especializada em tecnologia de análise de voz. Um computador verifica os índices de estresse na fala de uma pessoa e aponta se ela diz a verdade. O texto abaixo reproduz uma transcrição das perguntas colocadas na reportagem e as respectivas respostas da delegada, que acabou sendo afastada do
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 13:47
Também não disse a verdade, de acordo com a análise da voz, quando falou do sangue encontrado pela polícia em um colchão no sítio do goleiro, localizado na cidade de Esmeraldas. O laudo foi produzido voluntariamente pela empresa Truster Brasil,
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 13:47
Segundo o laudo, ela não foi verdadeira quando afirmou que "todos os depoimentos e declarações" do inquérito que investiga o desaparecimento de Eliza Samudio "apontam para o homicídio" dela.
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 13:46
mentiu em momentos da entrevista exibida no domingo à noite ao programa "Fantástico", da TV Globo. A delegada é uma das duas que foram afastadas ontem (19) do inquérito que investiga o desaparecimento de Eliza Samudio, ex-amante do goleiro Bruno Souza, suspenso no Flamengo.
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 13:46
Laudo aponta mentiras em entrevista de delegada afastada do caso Bruno Laudo elaborado com base em um programa de exame de frequência de voz concluiu que a delegada Alessandra Wilke, da Delegacia de Homicídios de Contagem (MG),
 
niemeyer
niemeyer - 20 de Julho às 13:25
Algumas coisas estão certa, outras erradas. Pra mim, a PC vem errando muito. Delegados querendo aparecer mais que os "atores", é um dos casos que precisam ser repensados nas nossas investigações.
 
Luis
Luis - 20 de Julho às 13:20
A irresponsabilidade de alguns transformou um possível crime em um BBB. Os Responsáveis talvez nunca sejam apontados de fato. Pior, corre-se o risco de condenar pessoas que eventualmente possam ser inocentes apenas para satisfazer a opinião pública.
 
claudio
claudio - 20 de Julho às 13:10
Creio que a OAB precisa pedir exames psicológicos aos canditados a ordem. Os argumentos desse Advogado Quaresma são ficticiosos e absurdos. Me parece que diante de tantas evidências, a ele só resta atacar o delegado Edson Moreira e tulmutuar. Espero que a verdade apareça e o Dr. Quaresma desapareça.
 
Neuza
Neuza - 20 de Julho às 13:00
e xingar ja passou, continuar seria cherar carnica, ficar em volta de corpo em decomposicao.
 
Neuza
Neuza - 20 de Julho às 12:58
Na verdade todos sao vitimas vitimas deste triste episodio. Um historico familiar e social triste dos dois lados. Ambos estao mortos, a vida dele tal qual a dela acabou. E nos vamos continuar gritando? Existe algo que efetivamente possamos fazer para evitar futuros casos como este? A hora de gritar
 
renato
renato - 20 de Julho às 12:46
é muito comun detidos pela polícia dizerem que apanharam ou que tiveram objetos roubados em casa para se safarem! o que ocorreu ontem com o macarrão foi uma farçapara desacreditar a investigação .
 
renato
renato - 20 de Julho às 12:45
quando eu vejo no radio noticiario local é comun em malandros e usuarios de drogas relatarem que apanharam na hora da ocorrencia para desqualificar a prisão. foi isto que o macarrão fez ontem. pq já conhece a bandidagem
 
renato
renato - 20 de Julho às 12:43
RESPOSTA AO LINK DO WILIAN : não significa nada.isto mede a pressão arterial da pessoa, não indica se está mentindo.não é nem aceito pela justiça. não funciona em sociopatas também pq eles nao alteram a pressao arterial ao falar.
 
joao
joao - 20 de Julho às 12:42
Ariel, Realmente vc pode ter razão no que se refere a se fosse minha filha.... mais o que estamos falando é da forma que o processo esta sendo conduzido estremamente errado e pessoas como vc ja condenou o bruno
 
Willian
Willian - 20 de Julho às 12:28
A DELEGA LOIRINHA MENTIU OLHA ESSE LAUDO - http://noticias.uol.com.br/cotidiano/2010/07/20/laudo-aponta-mentiras-em-entrevista-de-delegada-afastada-do-caso-bruno.jhtm
 
Adriana
Adriana - 20 de Julho às 12:15
E QUEM CONFIA NOS RESULTADOS DA POLICIA? TA TUDO FORJADO COMO O CASO CLEVES
 
Ariel
Ariel - 20 de Julho às 11:52
Gente!!!!!do jeito que a coisa vai , os criminosos sao os delegados...Quero saber se fosse uma de nossas filhas se a gente nao queria que quebrasse o pau nesses caras.Bandido sequestrador e porrete neles.agora vem essa de Lei!!! so pra probre, p
 
Alexandre
Alexandre - 20 de Julho às 11:45
É advogado Quaresma ou palhaço Quaresma, as vezes me confundo!!!!
 
Marcelo
Marcelo - 20 de Julho às 11:40
A policia não precisa bater para conseguir seus objetivos. Basta incrementar solicitações de pericias que vai acabar descobrindo tudo. Bater numa testemunha é prestar um ótimo serviço ao Sr. Ércio Quaresma; é tudo que ele queria !